PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Marcelo Veiga vê atletas do Ferroviário "machucados" por dentro e cobra mais personalidade do grupo

Após time amargar a 4ª derrota seguida, técnico do Ferrão diz que time precisa o quanto antes retomar a confiança para seguir na briga pela classificação.

13:08 | 06/08/2019
Veiga fez sua estreia no comando do Ferrão no duelo contra o ABC.
Veiga fez sua estreia no comando do Ferrão no duelo contra o ABC. (Foto: Xandy Rodrigues/Ferroviário/Divulgação)

Mais uma vez a história se repetiu. O Ferroviário jogou mal diante de sua torcida, perdeu por 2 a 1 para o ABC e amargou sua 4ª derrota seguida na Série C do Campeonato Brasileiro. Nem mesmo estreia do técnico Marcelo Veiga surtiu o efeito desejado em campo e o time teve, de novo, um atuação para esquecer. Ao avaliar o momento do time, o novo treinador ressaltou que o elenco coral está ainda bastante fragilizado emocionalmente pela queda de rendimento na competição - que o time liderava até o início do mês passado.

"Essa ansiedade que eles (jogadores) têm de reverter essa situação é complicado. Eles (atletas) estão machucados (por dentro). Vem de quatro derrotas. Encontramos um grupo chateado e abaixo do que a gente queria. Os treinamentos estão sendo produtivos, mas infelizmente esse resultado agora não proporcionou aquilo que a gente esperava. Agora é correr atrás. Vamos jogar a responsabilidade para cada um novamente. Agora vamos ver quem tem garrafa vazia para vender.

Para Veiga, o time precisa impor um estilo de jogo com mais personalidade para pontuar nas últimas três derrotas e, dessa vez, manter vivas as chances de classificação para as quartas de final. "Temos que tirar lições dessa partida, para que nos próximos jogos a gente que não sofra tanto que a gente sofreu. E que a gente possa entrar com um pouco mais de personalidade", cobrou.

Ao avaliar a partida contra o ABC, Veiga afirmou que o time fez "péssimo 1° tempo", reagiu na etapa final, mas de um descuido nos acréscimos acabou sendo castigado com o gol da derrota, aos 47 do 2° tempo. "Ninguém conseguiu jogar. Sabíamos da necessidade do resultado, da importância de trazer o torcedor para o nosso lado. A gente vinha de uma sequência de resultados negativos. Precisávamos iniciar bem para trazer o torcedor para o nosso lado. A gente não fez isso. Espantamos o torcedor, na realidade", desabafou.

Apesar do péssimo momento e da série de quatro derrotas seguidas, o Ferroviário terminou a 15ª rodada na 4ª colocação do Grupo A, dentro do G-4, com 23 pontos. Na próxima rodada, o Ferrão encara o Treze, em jogo marcado para o próximo domingo, dia 11, as 16h, no estádio Amigão, em Campina Grande. Após esse duelo, o time coral ainda fará mais duas partidas tentando se garantir no mata-mata da Série C, contra Imperatriz (fora de casa) e Confiança (em Fortaleza).

Bruno Balacó