PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Exame de corpo de delito não detecta lesões em partes íntimas de mulher que acusa Neymar de estupro

Nesta quinta, médico responsável por laudo particular depôs à Polícia

09:55 | 07/06/2019
"Fui vítima de estupro. Agressão juntamente com estupro", declarou Najila ao SBT(Foto: Reprodução/SBT)

O exame de corpo de delito feito na modelo Najila Trindade, realizado após ela registrar boletim de ocorrência acusando Neymar de abuso sexual, na última sexta-feira, 31, não detectou lesões nas partes íntimas da vítima. O resultado é de conhecimento da Polícia Civil, como adianta o Portal Uol. Segundo o site, o único ferimento apontado após análise foi em um dos dedos da mulher.

O resultado desse procedimento, padrão em casos de estupros, contesta a versão de laudo apresentado pela acusação e feito por um médico gastroenterologista, em consultório particular do Hospital Albert Einsten. A avaliação ocorreu seis dias após a mulher ter sido estuprada, segundo a denúncia.

Ontem, o médico executor do laudo particular depôs na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher e assegurou ter detectado ferimentos nas partes íntimas da vítimas, de acordo com apuração do UOL Esportes. Por outro lado, o responsável afirmou que os registros fotográficos anexados não foram de sua autoria. Após depoimento, o médico deixou a delegacia sem conceder entrevistas.

Nessa quinta-feira, 7, Neymar também prestou depoimento na Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI). "Eu só quero agradecer as mensagens de apoio que todo mundo mandou, meus amigos, fãs, todo mundo que está acompanhando. Agradecer, obrigado pelo carinho, dizer que eu estou me sentindo muito amado. Só agradecer o carinho de todos", disse ele, antes de entrar no carro que foi estacionado na porta da delegacia para levá-lo.

Redação O POVO Online