Participamos do

Com Messi no PSG junto de Neymar e Mbappé, relembre trios estrelados do futebol europeu

O atacante argentino de 34 anos deixou o Barcelona após 21 anos no clube da Catalunha
16:39 | Ago. 10, 2021
Autor Gabriel Lopes
Foto do autor
Gabriel Lopes Estagiário de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A ida do atacante argentino Lionel Messi para o PSG, da França, dará formação a um trio estrelado, pois ele se unirá ao brasileiro Neymar e ao francês Kylian Mbappé. Contudo, essa não será a primeira vez que três estrelas de grande poderio técnico se unem na mesma equipe na história do futebol europeu. Ao longo das últimas décadas, com a globalização nesse esporte, essas reuniões estão se tornando cada vez mais comuns.

A partir do início dos anos 1980, quando a Itália passou a liberar a chegada de atletas estrangeiros em seus clubes, elencos com craques de várias partes do mundo foram formados.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Inicialmente, somente era permitido um jogador nesse parâmetro. Em 1982/1983, o número foi ampliado para dois, com novo aumento para três em 1988/1989. Foi nessa temporada que o meio-campista neerlandês Frank Riijkaard, multicampeão pelo Ajax, dos Países Baixos, se juntou aos compatriotas Ruud Gullit e Marco van Basten (futuro melhor do mundo), todos campeões da Eurocopa de 1988.

Comandados por Arrigo Sacchi, eles conquistaram um Campeonato Italiano, duas Copa dos Campeões Europeus (atual Liga dos Campeões da Europa) e dois Mundiais de Clubes.

Posteriormente, com o desenvolvimento da União Europeia e a criação da Lei Bosman, que ampliou as liberdades de livre circulação e trabalho para atletas no continente europeu, a quantidade de estrangeiros nos clubes do Velho Continente aumentou consideravelmente.

Dessa forma, no início dos anos 2000, mais especificamente em 2002, o Real Madrid uniu três jogadores que já tinham sido eleitos melhores do mundo no mesmo elenco. Ronaldo foi para os merengues após o título da Copa do Mundo de 2002, competição que ele foi artilheiro, com direito a dois gols na final. Ele se juntou ao francês Zinedine Zidane e ao português Luís Figo.

Contudo, a era dos "Galáticos" não foi rica em títulos. Juntos, Ronaldo, Zidane e Figo, que tinham auxílio de nomes como David Beckham, Roberto Carlos e Raúl, conquistaram um Mundial de Clubes, um Campeonato Espanhol e uma Supercopa da Espanha.

Quase uma década depois, em 2013, o Real Madrid formou um novo trio estrelado com a chegada do astro galês Gareth Bale, vindo do Tottenham, que formou o ataque merengue com o português Cristiano Ronaldo e o francês Karim Benzema. Diferentemente dos primeiros "galáticos", essa nova formação, chamada de trio BBC, teve maior sucesso em relação a conquistas.

Eles venceram quatro Ligas dos Campeões, quatro Mundiais de Clubes, três Supercopas da Uefa, um Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha.

Contemporâneo ao trio BBC, formou-se na Espanha, mas na Catalunha, o trio MSN no Barcelona, em 2014, com a contratação do uruguaio Luiz Suárez, que se juntou ao brasileiro Neymar e ao argentino Lionel Messi. No período que estiveram juntos, os sul-americanos conquistaram uma Liga dos Campeões, um Mundial de Clubes, uma Supercopa da Uefa, dois Campeonatos Espanhóis, três Copas do Rei e uma Supercopa da Espanha.

Novamente junto de Neymar, mas no futebol francês e com Mbappé como terceiro componente do trio, espera-se que Messi possa ter conquistas relevantes no PSG e, acima de tudo, encantar com um futebol vistoso junto de companheiros com tamanha qualidade.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags