PUBLICIDADE
natural
NOTÍCIA

Incêndio no Castelão: laudo indica provável curto-circuito no ar-condicionado

Cenas da cabine da Arena pegando fogo no início de 2021 circularam o Brasil

10:06 | 12/02/2021
Incêndio começou em uma cabine de radio devido a um curto-circuito e se alastrou ate a cobertura da praça esportiva (Foto: Aurelio Alves)
Incêndio começou em uma cabine de radio devido a um curto-circuito e se alastrou ate a cobertura da praça esportiva (Foto: Aurelio Alves)

A Secretaria de Esporte e Juventude (Sejuv) divulgou o resultado do laudo da Perícia Forense do Ceará sobre o incêndio ocorrido em 30 de janeiro de 2021. Segundo a Secretaria, o laudo apontou como provável causa do incidente um curto-circuito de falha elétrica de tipificação acidental no aparelho de ar-condicionado.

A Sejuv informou que ainda possui contrato vigente com a empresa de manutenção dos equipamentos do sistema de climatização de ambiente.

A Superintendência de Obras Públicas (SOP) fez um levantamento do material atingido para a realização da reforma e recuperação da cobertura, mediante licitação.

Há uma semana, O POVO antecipava que a hipótese mais forte era mesmo a de curto-circuito e que os danos foram maiores na cobertura do estádio que propriamente na cabine. As chamas foram propagadas pela manta térmica que deveria evitar que o fogo passasse.

A Sejuv não relatou, no entanto, mais detalhes sobre o laudo, se limitando a falar do que teria gerado o incêndio. Não se sabe ainda o tamanho do prejuízo, uma vez que a SOP ainda realiza levantamento detalhado da área e materiais atingidos pelo fogo para posterior intervenção ou reparo. A assessoria de imprensa do órgão diz que não há como estimar prazo para início de licitação.