Participamos do

Demi Lovato defende que chamar ETs de alienígenas é "depreciativo"

Artista concedeu entrevista ao "Pedestrian.TV", quando afirmou que humanos não deveriam chamar extraterrestres de "alienígenas" por causa da conotação negativa
17:11 | Out. 11, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Demi Lovato lançou o documentário “Unidentified with Demi Lovato” em setembro, pela plataforma de streaming Peacock, que ainda não está disponível no Brasil. A série de quatro episódios tenta desvendar alguns mistérios relacionados aos extraterrestres. Ao lado da irmã Dallas Lovato e do melhor amigo Matthew Scott Montgomery, os três partem em aventuras para encontrar novas respostas.

Em entrevista para o portal "Pedestrian.TV", comentou: “Eu realmente acho que, se houvesse algo lá fora que quisesse fazer contato conosco, já teria acontecido. Mas acho que temos que parar de chamá-los de alienígenas porque ‘alienígenas’ é um termo depreciativo para qualquer coisa. É por isso que gosto de chamá-los de ETs! Um pouco de informação que aprendi”.

Segundo Lovato, todas as cidades que visitaram lhe proporcionaram algum tipo de contato paranormal. Mas ressalta: “acho que se existissem seres que quisessem nos machucar, nós teríamos desaparecido há muito tempo. Eu também acho que existem civilizações com consciência em outras dimensões”.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para Demi, esses extraterrestres teriam construído tecnologia suficiente para viajar pelo espaço. “Acho que eles estão procurando por interações e encontros pacíficos, porque, como eu disse, se eles quisessem que desaparecêssemos, já teríamos desaparecido”.

Em conversa para o portal "EW", ainda levantou a teoria de que os ETs devem estar vivendo entre os seres humanos desde os anos 1940, quando as primeiras bombas nucleares foram criadas.

“Eu acho que eles são seres muito atenciosos e muito inteligentes que estão apenas buscando o melhor para o nosso planeta, porque precisamos de alguma ajuda. Se você notar, nos anos 40, o avistamento de OVNIs realmente começou, e isso aconteceu porque, eu acredito, foi quando dividimos o átomo. Desenvolvemos armas nucleares”, afirmou.

“Acho que eles estão aqui. Acho que eles estão morando entre nós e nem percebemos. Eu não acho que estão anos-luz de viagem para chegar aqui; alguns seres já estão realmente vivendo entre nós”, concluiu.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags