PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Bukassa Kabengele interpreta Nelson Mandela em especial da Globo: "Estou em êxtase"

O ator descreveu a experiência como a realização de um sonho. Ele integra o elenco do especial "Falas Negras", que vai ao nesta sexta, 20

09:23 | 19/11/2020
Nelson Mandela (Bukassa Kabengele), foi presidente da África do Sul e grande nome contra a política de segregação racial do país. (Foto: Globo / Vitor Pollak)
Nelson Mandela (Bukassa Kabengele), foi presidente da África do Sul e grande nome contra a política de segregação racial do país. (Foto: Globo / Vitor Pollak)

O ator Bukassa Kabengele disse que está realizando um sonho ao voltar à TV no papel de Nelson Mandela em "Falas Negras", especial do Dia da Consciência Negra da Globo. O programa vai ao ar nesta sexta, 20, e reúne 22 depoimentos históricos de pessoas negras que se destacaram na luta contra o racismo e pela igualdade de direitos.

Mandela era advogado, foi presidente da África do Sul e morreu em 2013. Ele liderou o movimento contra o Apartheid - legislação que segregava os negros no país, chegando a passar décadas na cadeia. Por sua reconhecida atuação contra o regime de segregação racial, Mandela foi vencedor do Prêmio Nobel da Paz. 

Ao Gshow, Bukassa afirmou que o papel dialoga especialmente com suas próprias convicções. "Estou em êxtase. Madiba [nome mais comum pelo qual os sul-africanos se referem a Mandela] conversa com as minhas buscas na vida por dignidade e direitos iguais para todos. Suas falas são atuais, me tocam e emocionam. Dão sentido a toda minha batalha contra o racismo", disse.

O ator ainda comentou sobre a conexão que sente com a personalidade histórica. "Mergulhar nesse texto me fez ficar em paz com minhas lutas pelo respeito humano. Mandela está em mim há bastante tempo, muito mais do que eu imaginava."

LEIA TAMBÉM | Há 30 anos, libertação de Mandela representou 'a morte' do apartheid

+Nelson Mandela, o ativista que liderou uma revolução

Falas Negras


Além de Bukassa como Mandela, o público vai conferir mais 21 depoimentos históricos no programa, idealizado e organizado por Manuela Dias e com direção de Lázaro Ramos. Para o ator, um dos grandes méritos do projeto é levar ao público protagonismo, representatividade, história, cultura, visibilidade, ancestralidade e humanidade.

"É de fato respeitar o lugar de fala dos negros em suas lutas. São 22 personalidades importantes nas construções da dignidade e direitos humanos para a população negra na história mundial. Essas falas representam todas as vozes de vítimas do racismo estrutural. Trazem empoderamento, identidade e autoestima. Essas falas nos fortalecem e dignificam", ressalta.

Especial 'Falas Negras', do Dia da Consciência Negra, traz discursos de 22 personagens.
Especial 'Falas Negras', do Dia da Consciência Negra, traz discursos de 22 personagens. (Foto: Globo / João Cotta e Victor Pollak)

O especial "Falas Negras" será exibido nesta sexta, 20, logo depois da novela "A Força do Querer." O programa conta com Thaís Fragozo na pesquisa e Aline Maia como consultora e pesquisadora.

Integram o elenco do especial Fabricio Boliveira, Babu Santana, Guilherme Silva, Ivy Souza, Naruna Costa, Taís Araujo, Heloisa Jorge, Barbara Reis, Mariana Nunes, Izak Dahora, Silvio Guindane, Olivia Araujo, Reinaldo Junior, Aline Deluna, Flávio Bauraqui, Bukassa Kabengele, Angelo Flavio, Samuel Melo, Aílton Graça, Tulanih Pereira, Valdineia Soriano e Tatiana Tibúrcio.

LEIA MAIS "Todos os brasileiros mereciam conhecê-la mais", diz Taís Araújo sobre Marielle Franco