PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Bailarina do Faustão é presa após desacato a guardas municipais

De acordo com o colunista Leo Dias, do site Metrópoles, a modelo de 28 anos foi encontrada dentro de um apartamento de luxo com cerca de 20 outras pessoas.

18:26 | 20/07/2020
Caso ocorreu nesta segunda-feira, 20 (Foto: Reprodução/Instagram)
Caso ocorreu nesta segunda-feira, 20 (Foto: Reprodução/Instagram)

Natacha Horana, bailarina do programa Domingão do Faustão, foi presa nesta segunda-feira, 20, por desacato a guardas municipais na cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina. O caso ocorreu após o recebimento de uma denúncia sobre uma festa com som alto. As informações são do colunista Leo Dias, do site Metrópoles.

De acordo com Leo Dias, a modelo de 28 anos de idade foi encontrada dentro de um apartamento de luxo com cerca de 20 outras pessoas. Ela teria se trancado em um dos quartos da casa e ao ser revistada pelos guardas, teria desacatado os guardas, de acordo ainda com o colunista. Ela logo foi encaminhada à Central da Polícia e um boletim de ocorrência (B.O) foi feito. Segundo o B.O, Natacha foi detida por desacato a autoridade e agressão. Segundo relato dos guardas, ela apresentava sinais de embriaguez e comportamento alterado. 

LEIA MAIS | "De Férias com o Ex": telespectadores acusam MTV de censurar cena íntima entre dois homens

Natacha está afastada do programa Domingão do Faustão desde o início da pandemia do novo coronavírus, assim como as colegas de palco. 

LEIA MAIS | "Vale a Pena Ver de Novo": Laços de Família será a próxima novela a ser reprisada

De acordo com nota dada pela assessoria de imprensa de Natacha, os guardas invadiram o apartamento e arrombaram a porta do quarto onde ela estava. 

Confira a nota na íntegra:

Natacha alugou um apartamento com dois amigos próximos na cidade e os mesmos convidaram cerca de dez pessoas para uma reunião social. Após receber um chamado, guardas municipais invadiram o apartamento juntamente com fiscais municipais, sem que ninguém da casa permitisse o ingresso dos agentes. A bailarina estava dentro de seu quarto durante todo o período da reunião e por não estar participando, acreditou que não seria necessário abrir a porta do cômodo em que já estava acomodada. Exaltados e sem paciência para explicação, rapidamente os agentes da Guarda Municipal de Balneário Camboriú, então, arrombaram a porta do cômodo. Deixamos aqui o nosso lamento pela atitude precipitada dos agentes que deveriam causar acalento e acabaram gerando medo invadindo o quarto que uma mulher estava sozinha dentro. Contudo e mais uma vez de forma arbitrária, os guardas municipais a algemaram e a conduziram à delegacia na viatura da guarda.Em nenhum momento a modelo agrediu física ou verbalmente os agentes, o respeito foi mantido a todo momento pelo lado de Natacha. Na delegacia, a dançarina assinou um termo e pode voltar para o apartamento. Natacha está muito abalada por toda esta situação e a repercussão da mesma.