Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Covid-19 em Fortaleza: nenhuma morte é registrada há 15 dias

Conforme a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), dados preliminares de maio sugerem que este deve ser o mês menos letal da pandemia

Em queda desde o fim da terceira onda, os óbitos por Covid-19 em Fortaleza atualmente são considerados "eventos raros". Nos últimos 15 dias não houve confirmação de novos óbitos. Dados preliminares sugerem que este mês de maio deve ser o mês menos letal da pandemia. Até agora foram confirmados três óbitos pela doença, ante a 15 registradas em abril.

Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) divulgado nesta terça-feira, 24. Desde o início da pandemia no Estado, em 2020, a maioria dos pacientes que foi a óbito era do sexo masculino (54%). 

Segundo o boletim, a Capital já confirmou 346.045 casos e perdeu 11.190 residentes em decorrência da infecção. Do total, 18% dos casos e 73% das mortes foram confirmadas na população entre 20 e 59 anos. De outro modo, 73% das infecções e 26% dos óbitos foram confirmados na faixa etária acima de 60 anos. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A média móvel atual é 12,7 casos. Quantidade é inferior à registrada duas semanas atrás. "O cenário epidemiológico continua de baixa transmissão (residual e limitada), após o fim da terceira onda epidêmica". Sem mortes há duas semanas, a média móvel de óbitos dos últimos sete dias foi estimada em zero. "Atualmente, alcançamos um estágio de muito baixa mortalidade", diz o texto. 

"Aumento da cobertura vacinal com esquema completo em todas as faixas etárias (incluindo dose de reforço para a população de 18 anos ou mais) e, especialmente, na população infantil (5-11 anos), que concentra o maior número de casos nesse momento, continua sendo a estratégia crucial para consolidar o controle da doença", acrescenta o epidemiologista Antônio Lima, coordenador de Vigilância Epidemiológica da SMS. 

O documento aponta ainda que entre os dias 16 e 22 de maio de 2022, a positividade das amostras (RT-PCR) de moradores de Fortaleza permaneceu em 1,6%. Foram 18 amostras positivas de um total de 1.111 exames liberados a partir de amostras analisadas pelos laboratórios da rede pública. 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar