Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Aeroporto: exigência de testes de Covid e de comprovante de vacina ainda não é aplicada

Através de nota, a empresa Fraport, que administra o Aeroporto Pinto Martins, afirmou que aguarda manifestação do Governo Federal
12:10 | Ago. 12, 2021
Autor Alexia Vieira
Foto do autor
Alexia Vieira Autor
Tipo Notícia

 

A Fraport- Brasil afirmou, na manhã desta quinta-feira, 12, que ainda aguarda manifestação da União Federal e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sobre a exigência de teste negativo de Covid ou comprovante de vacinação para pessoas que querem embarcar com destino ao Ceará. 

"É um absurdo. Isso deveria ter sido uma iniciativa para todo o País, porque desde o início o vírus entrou no Brasil pelos aeroportos. Então é importante controlar esse fluxo de passageiros", afirmou o governador Camilo Santana nesta manhã, em evento de inauguração da Biblioteca Pública do Estado. 

Decisão da Justiça desta quarta-feira, 11, atendeu pedido de Camilo Santana e decidiu que a União deve exigir vacinação ou teste negativo de Covid para a entrada de voos no Estado.

O governador acredita que a medida é uma das mais importantes para barrar uma terceira onda no Estado. “Queremos que venham ao Ceará, mas queremos que venham com segurança. Tanto para o passageiro, para o turista, como para os cearenses. Para que essa variante delta não gere um recrudescimento da pandemia aqui no Estado”, diz Camilo.

Além da barreira sanitária e da exigência de teste negativo, o governador explica que a estrutura ampliada de leitos de enfermaria e UTIs seguirá disponível para caso haja um aumento no número de casos de coronavírus no Ceará.

Acelerar a vacinação é outra ação apontada pelo governador como importante para o enfrentamento da pandemia. O governo estadual deve comprar 3 milhões de doses de CoronaVac diretamente do Instituto Butantan. “A nossa meta era chegar até o final de agosto com todos acima de 18 anos vacinados. Se a gente conseguir adquirir essas vacinas do Instituto Butantan, que já está com contrato assinado, publicado no Diário Oficial e autorizado o recurso, a gente consegue atingir nossa meta”.

 

Confira médias de voos que chegam ao Ceará:

 

Média mensal agosto/2021: 2.549 voos / Média diária de voos agosto/2021: 82

Doméstico: 2.513 / média diária: 81
Internacional: 36 / média diária: 1
Passageiros estimados agosto/2021: 371 mil / Média diária: 11 mil

Domésticos: 365 mil / média diária: 11 mil
Internacional: 6 mil / média diária: 218
Origens/destinos agosto/2021: Belém (BEL), Brasília (BSB), Belo Horizonte/Confins (CNF), São Paulo/Congonhas (CGH), Rio de Janeiro/Galeão (GIG), Guarulhos/SP (GRU), Juazeiro do Norte (JDO), Manaus (MAO), Natal (NAT), Recife (REC), Salvador (SSA), São Luís (SLZ), Teresina (THE), Viracopos/SP (VCP) e Portugal/Lisboa (LIS).

Companhias aéreas operando em agosto/2021: Azul, Gol, Latam, TAP e Itapemirim

 

 

Com informações da repórter Mônica Damasceno, da Rádio O POVO CBN

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Covid-19: Ceará exige de viajante teste negativo ou vacinação completa

Saúde
11:35 | Ago. 12, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governo do Ceará conseguiu, em decisão na Justiça Federal, o direito de exigir teste negativo ou vacinação completa contra covid-19 de passageiros de voos que embarcarem para o estado. O pedido teve o objetivo de impedir a propagação de variantes do coronavírus pelo fluxo de viajantes.

Segundo o governo do estado, conforme a decisão judicial, em tutela de urgência, a União e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) somente devem autorizar o embarque em voos provenientes de outros estados do país com destino ao Ceará e desembarque de voos particulares – quando não for possível a aferição no embarque – de passageiros que apresentem uma das duas condições: comprovante de esquema vacinal completo contra covid-19 ou resultado negativo de exame de antígeno ou RT-PCR realizado em até 72h antes do voo.

“Não se trata de restrição de livre locomoção pelo país, nem restrição ao direito de liberdade, mas de proteção à vida, que é um direito de alta relevância”, disse, em sua decisão, o juiz federal Luís Praxedes Vieira da Silva, segundo comunicado do governo cearense, divulgado ontem (11).

Casos confirmados são 15

Dados da Secretaria de Saúde do Ceará apontam que já foram confirmados 15 casos da variante Delta, todos de passageiros vindos de outros estados por via aérea. Nesta quarta-feira, a secretaria também confirmou o primeiro caso de transmissão comunitária da variante. A vítima é um profissional de saúde residente do município de Icó.

Atualmente, o Centro de Testagem de Viajantes, instalado no Aeroporto Internacional de Fortaleza Pinto Martins, testa 20% dos passageiros que desembarcam no local, de forma aleatória ou espontânea. Também estão funcionando centros de testagem no aeroporto de Aracati e na rodoviária de Barbalha.

A Agência Brasil solicitou o posicionamento da Anac e da Advocacia-Geral da União, mas ainda não obteve retorno.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Aeroporto de Fortaleza: expansão da pista de pouso é liberada para operação

ECONOMIA
10:44 | Ago. 12, 2021
Autor Irna Cavalcante
Foto do autor
Irna Cavalcante Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O processo de expansão do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, entra em uma nova etapa. A partir desta quinta-feira, 12, a extensão da pista de pouso e decolagem, duas novas taxiways (vias de taxiamento) e as RESAS (áreas de segurança) nas cabeceiras 13 e 31 passam a ficar disponíveis para operação. A infraestrutura foi entregue pela Fraport Brasil em julho de 2020, mas somente agora o processo de homologação foi concluído. Com isso, aeronaves maiores e mais pesadas podem operar com mais segurança no aeroporto. 

 

“Esse é um fator interessante para aeronaves grandes que fazem voos intercontinentais, por exemplo. Elas podem decolar com maior peso e levar mais combustível, tendo assim maior autonomia de voo ou levando mais carga”, comenta Dominik Casanova, gerente de infraestrutura da Fraport Brasil.

Com a expansão de 210 metros, a pista do Fortaleza Airport passou de 2.545 metros para 2.755m para pouso e decolagem na cabeceira 31. A outra cabeceira, a 13, também está com 2.755 metros permitidos para decolagens, mas com 2.613 metros para pousos. Para que extensão possa ser utilizada também para pousos, o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) deverá instalar, ainda neste ano, o novo ILS (equipamento de auxílio para pouso).

O processo de homologação passa por vários órgãos, como o Cindacta (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo), que aprova as zonas de proteção do aeródromo, o ICA (Instituto de Cartografia Aeronáutica), que elabora e emite as novas cartas aeronáuticas, e a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), que verifica a conformidade da infraestrutura com o RBAC (Regulamentos Brasileiros da Aviação Civil).

Esse era um dos compromissos previstos no edital de concessão do Aeroporto para Fraport Brasil, em 2017. "Todas as intervenções de infraestrutura aeroportuária previstas no contrato de concessão foram concluídas pela Fraport Brasil antes do prazo, em julho do ano passado, com segurança e qualidade"

Veja dicas de como você pode organizar a viagem da sua vida economizando no Dei Valor

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Embarque + Seguro testa biometria facial no Aeroporto de Brasília

Geral
10:20 | Ago. 12, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As tecnologias de reconhecimento biométrico facial poderão dar fim à necessidade de se apresentar documentos de identificação de passageiros no momento do embarque, em alguns aeroportos do país. Um passo importante, nessa direção, é dado hoje (12), no Aeroporto Internacional de Brasília – o primeiro do Centro-Oeste e o sexto do país a testar a tecnologia, que foi desenvolvida no âmbito do programa Embarque + Seguro.

A tecnologia vem sendo testada nos aeroportos de Florianópolis; Salvador; Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte; Santos Dumont, Rio; e no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

A ideia é a de, a partir do novo procedimento, tornar o embarque nos aeroportos “mais eficiente, ágil e seguro”, conforme nota divulgada pelo Ministério da Economia, referindo-se ao programa que foi idealizado pelo Ministério da Infraestrutura e desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), em parceria com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital.

De acordo com a Infraero, a ferramenta usa uma base de dados unificada, capaz de checar e validar, em poucos segundos, a identidade do passageiro. O projeto Embarque + Seguro permite às empresas aéreas efetuarem o cadastro do nome, CPF e foto do passageiro, na hora do check-in.

Esses dados pessoais só podem ser registrados e usados com o consentimento do viajante. Essa autorização será feita por uma mensagem no celular no momento do check-in. Se o passageiro concordar, as informações são conferidas no banco de dados governamental, para dar precisão e segurança ao processo.

Ouça na Radioagência Nacional

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Justiça determina entrada no Ceará só com comprovantes de vacinação ou teste

ECONOMIA
00:30 | Ago. 12, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Autor
Ver perfil do autor
Tipo

Justiça Federal atendeu pedido do Governo do Ceará e decide que a União deve exigir vacinação ou teste negativo de Covid para a entrada de voos no Estado.

VEJA AQUI A DECISÃO NA ÍNTEGRA

A decisão acata pedido do governador de Ceará, Camilo Santana (PT), diante da preocupação com a disseminação da variante Delta do novo coronavírus no Estado.

Trata-se de Ação Ordinária movida pelo Estado do Ceará contra a União Federal e a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) para que seja concedida liminar para adoção de providências no sentido de somente autorizar o embarque em voos com destino ao Ceará e desembarque de voos particulares (quando não for possível a aferição por ocasião do embarque) com os comprovantes de vacinação ou teste. 

"Todos os casos confirmados aqui no Estado da variante Delta foram de passageiros vindos de outros estados, por isso é muito importante a apresentação dos testes ou do comprovante de vacinação", declarou ontem o governador Camilo Santana (PT).

A ideia é que passageiros provenientes de outros estados do país apresentem comprovante de vacinação atestando a integralização do ciclo de imunização, com a aplicação das duas doses ou dose única ou resultado negativo de exame de antígeno ou RT-PCR realizado em até 72h antes do horário do voo.

Para assegurar o efetivo cumprimento da liminar, foi requerida a imposição de medidas coercitivas, incluindo multa cominatória.

Sobre a decisão, Juvêncio Vasconcelos Viana, procurador-geral do Estado, como representado do Governo estadual no pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) na Justiça Federal contra União e Anac, comemora: "Uma decisão fundamental para esse atual momento, que vem em total defesa do povo cearense. Uma decisão relevantíssima para o atual contexto de enfrentamento da pandemia".

Em tom aliviado, o governador pontuou ainda que medida garante uma maior segurança da população cearense e fortifica as frentes de monitoramento, controle e combate a propagação do vírus no Estado que já estavam sendo implementadas pelas entidades estaduais competentes.

"Queremos muito que venham ao Ceará, mas queremos que as pessoas, por precaução, apresentem os testes negativos, exatamente para evitar a propagação do vírus no nosso estado", complementa o gestor estadual ao pontuar que a medida se equipara a exigências já adotadas em outros aeroportos no Brasil e no mundo.

 

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Covid-19: Ceará confirma primeiro caso de transmissão comunitária da variante Delta

Coronavírus
23:59 | Ago. 11, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará confirmou o primeiro caso de transmissão comunitária da variante Delta da Covid-19. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) informou que a cepa foi identificada em um profissional de saúde do município de Icó, distante 361,3 km de Fortaleza. A orientação do Governo do Estado é que viagens entre as cidades cearenses ocorram apenas em casos estritamente necessários. Transmissão comunitária ocorre quando não é possível detectar a cadeia de transmissão.

Com esse caso, Estado soma 16 diagnósticos positivos da variante Delta, mais transmissível. De acordo com a Sesa, o resultado do sequenciamento genômico da amostra de RT-PCR do paciente saiu na última segunda-feira, 9, quando começou o monitoramento do caso. A pasta também investiga as circunstâncias da infecção. O profissional de saúde afirma que não viajou para fora do Estado e nem teve contatos com viajantes recentemente.

Para conter a alta transmissão da variante, a Sesa reforça e incentiva os municípios a intensificarem as barreiras sanitárias. Atualmente, o Centro de Testagem de Viajantes, instalado no Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins, testa 20% dos passageiros que desembarcam no local. Também estão funcionando centros de testagem no aeroporto de Aracati e na rodoviária de Barbalha. Caso também acende alerta para reforço de cuidados sanitários, como uso de máscara e álcool 70%.

Além do primeiro caso de transmissão comunitária, outros 15 confirmações já foram registradas. Foram casos importados de viajantes que chegaram de outros estados brasileiros. Esses casos estão espalhados em 11 municípios de quatro das cinco regiões de saúde do Estado. 

Os pacientes positivados no teste rápido, feito ainda no aeroporto, são imediatamente orientados a cumprir autoisolamento de 14 dias. As amostras positivas no antígeno e no RT-PCR são encaminhadas para sequenciamento genômico, capaz de identificar alguma variação do vírus original. Também é recomendada a autoquarentena de duas semanas para passageiros e tripulantes dos voos com pessoas positivadas no desembarque, mesmo que estejam assintomáticas ou apresentem testes negativos.

Na segunda-feira, 9, a Sesa ampliou a recomendação de autoquarentena para viajantes que chegam ao Ceará vindos de dez estados de origem. Na última sexta-feira, 6, quando Estado somou 15 confirmações, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou a prorrogação do decreto estadual de enfrentamento ao coronavírus por mais 15 dias. Assim, o processo de reabertura das atividades econômicas e sociais no Ceará foi interrompido.

Nessa quarta, 11, a Justiça Federal decidiu que só será permitido desembarque em aeroportos do Ceará de passageiros que comprovem vacinação completa contra Covid-19, com duas doses ou dose única no caso da Janssen, ou que apresente resultado negativo de exame RT-PCR feito até 72 horas antes do embarque. Decisão atende a pedido do Governo do Ceará. (Colaborou Rubens Rodrigues)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags