Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Ceará pode não atingir meta de vacinação em agosto por falta de imunizantes; entenda

De acordo com a Secretária Executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará, o número de vacinas recebidas é desproporcional ao número da população do Estado
19:01 | Jul. 30, 2021
Autor - Marília Serpa
Foto do autor
- Marília Serpa Autor
Tipo Notícia

Avaliando a situação epidemiológica no Ceará, a Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) realizou mais uma edição do Webinar nesta sexta-feira, 30. Um dos convidados participantes foi a Secretária Executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará, Magda Almeida, que afirmou que há grandes chances da meta de vacinação em agosto não ser atingida no Estado por falta de imunizantes.

Os dados disponibilizados na quarta-feira, 28, pela Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), mostram que há uma cobertura vacinal no Ceará de 53% com D1 e 38,3% com D2 ou DU (dose única). Isso significa que quase 40% da população cearense se encontra imunizada. No entanto, a quantidade de vacinas recebidas é desproporcional ao número da população.

“Esse número é verificado utilizando o número da população do Estado e a quantidade de doses distribuídas, fazendo um percentual de quanto daria para cobrir juntando D1 e D2”, explica a secretária.

De acordo com Magda, até o momento, o Ceará recebeu vacinas para cobrir 78% da população, ficando em última colocação como unidade federativa do Nordeste que menos recebe imunizantes. Dessa forma, a quantidade de vacinas que o Ministério da Saúde provisiona para o Estado tem sido insuficiente.

“A gente já perguntou e já falou várias vezes. O Ministério Público provocou dias atrás, solicitando resposta oficial do Ministério da Saúde, mas até agora [a resposta] não veio”, esclarece a secretária.

Ainda de acordo com levantamentos feitos pela Sesa, a meta parcial de grande parte dos grupos vacinados indica que 100% ou mais já foram vacinados por haver uma subestimativa, que é quando o número de pessoas vacinadas foi maior do que o número de vacinas disponível para determinado grupo. São eles:

- Trabalhadores da saúde: 101,9%;
- Idosos institucionalizados: 111,2%;
- Indígenas: 95,3%
- Idosos com 75 anos ou mais: 108,8%
- Idosos entre 70 e 74 anos: 107,4%;
- Deficientes institucionalizados: 137%;
- Idosos entre 65 e 69 anos: 98%;
- Idosos entre 60 e 64 anos: 98,9%;
- Povos quilombolas: 100,5%;
- Força de segurança: 110,6%;
- Gestantes e puérperas: 89,2%;
- PCD e comorbidades: 80,6%;
- Trabalhadores da educação: 97,8%;
- Portuários: 132,2%;
- Transporte aéreo: 93,9%;
- População geral entre 45 e 59 anos: 92,7%;
- População geral entre 30 e 44 anos: 52,8%;
- Total/Meta Parcial: 91,9%.

Alguns poucos grupos têm uma meta menor, como os indígenas, onde houve muita recusa, havendo remanejamento das doses para outros grupos. A distribuição das vacinas é feita pelo Ministério da Saúde.

“Se tivesse vacina para vacinar toda a população, seria possível alcançar a meta até agosto”, completa Magda.

Novo lote de vacinas

Segundo o governador Camilo Santana (PT), o Ceará deve receber quase 320 mil doses de vacina contra Covid-19 neste final de semana. A informação foi passada por meio de publicação feita pelo por ele em suas redes sociais, um dia após a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) afirmar que casos da variante Delta foram confirmados em passageiros que chegaram a Fortaleza.

Ainda de acordo com Camilo, deverão chegar 173.160 doses da Pfizer e 146.800 doses da vacina CoronaVac. Ainda não há confirmação do horário de chegada pelo Ministério da Saúde, que envia as doses.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Fiocruz entrega 2,2 milhões de doses de vacinas ao PNI

Saúde
2021-07-30 22:26:10
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou 2,2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 nesta sexta-feira (30) ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com a entrega, o instituto totaliza 80,4 milhões de doses da vacina AstraZeneca disponibilizadas ao PNI. Desse total, 76,4 milhões foram processadas na Fiocruz e 4 milhões foram importadas prontas do Instituto Serum, da Índia. 

A Fiocruz também obteve à soberania nacional da produção do imunizante, com a fabricação do primeiro lote de pré-validação da vacina com o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido em Bio-Manguinhos. 

Os lotes estão em fase de expansão, quando as células são multiplicadas em meios de cultivo, para posteriormente serem infectadas com o vírus, receberem o tratamento enzimático e, com isso, seguirem para as demais etapas do processo. Serão produzidos dois lotes de pré-validação e três de validação, que passarão por testes de controle de qualidade em Bio-Manguinhos e comparabilidade junto à AstraZeneca.

De acordo com a Fiocruz, será enviada para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a documentação para solicitar a alteração no registro da vacina, incluindo o novo local de fabricação do IFA para entrega do produto ao PNI. A previsão é que as doses 100% nacionais comecem a ser entregues no último trimestre do ano, trazendo autossuficiência para o país. 

Bio-Manguinhos está com a capacidade de produção superior à de disponibilização do IFA importado e segue negociando o envio de novas remessas do insumo para o mês de agosto. A produção, que chegou a bater, nesta semana, mais de 1,16 milhão de doses processadas em um só dia, segue com a perspectiva de ampliação de sua capacidade com a instalação de uma terceira linha de processamento final de vacinas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Operação Domus: 5ª fase é deflagrada no Cidade Jardim e resulta na prisão de 4 pessoas

FISCALIZAÇÃO
2021-07-30 22:00:00
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Ao encerrar o primeiro mês de ações preventivas, de repressão e de fiscalização da Operação Domus, a força-tarefa coordenada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) deflagrou a quinta etapa dos trabalhos nesta sexta-feira, 30. Desta vez, agentes realizaram ações no Residencial Cidade Jardim I, no bairro José Walter. Os trabalhos resultaram na prisão em flagrante de quatro pessoas. Em cinco edições, foram realizadas ao todo 1.308 abordagens a pessoas e veículos. No total, 30 pessoas presas em flagrante por furto de energia e também por cumprimento de mandados judiciais. 

Conduzidas pela Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol), as ações foram realizadas por agentes das forças de segurança, trânsito e fiscalização do Ceará e de Fortaleza. 136 veículos e 106 pessoas foram abordados somente nesta sexta, 30. 

Além das quatro prisões em flagrante desta sexta, 30, foram instaurados dois inquéritos por furto de energia. A Enel realizou 308 inspeções e 37 notificações por irregularidades. Já a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) realizou nove atendimentos por furto de energia.

De acordo com levantamento feito pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), vistorias foram realizadas em 85 blocos, "com irregularidades como ausência de sinalização de emergência, ausência de síndicos ou gestores para acompanhar as vistorias e obstrução de rotas de fugas, e ausência de luminárias de emergência".

LEIA MAIS | Polícia realiza operação no Conjunto Habitacional Alameda das Palmeiras

Operação combate ameaças recebidas por moradores no José Walter

Pelo menos 13 equipamentos de monitoramento de apenados foram fiscalizados pela SAP e um total de 144 veículos foram abordados pelo Detran-CE, resultando em 39 autos de infração. O trabalho também resultou em três apreensões e um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) com restrição.

Ao todo, são deslocados agentes das Polícias Militar e Civil, da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), além de funcionários da Enel, concessionária de energia elétrica no Ceará.

A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), a Coordenadoria de Inteligência (Coin) e a Coordenadoria de Segurança Orgânica e Logística (Cosol) da SSPDS estiveram na ofensiva. Os trabalhos foram subsidiados a partir de dados elaborados pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp) da SSPDS.

Balanço das cinco fases
1.308 abordagens a pessoas e veículos
30 prisões (furto de energia e mandados judiciais)
1.172 inspeções nos conjuntos habitacionais alvos
77 pessoas com tornozeleiras fiscalizadas
40 veículos apreendidos por irregularidades (carros e motocicletas)

Operação Domus

Domus é um termo em latim que significa domicílio. Com isso, a Operação Domus, deflagrada pela SSPDS, busca manter a sensação de acolhimento e bem-estar em conjuntos habitacionais. Nas quatro etapas anteriores da operação, foram realizadas 816 abordagens a veículos e pessoas, com apoio das forças de segurança do Estado e da Enel, que realizou 632 fiscalizações.

A primeira edição ocorreu no dia 15 de julho de 2021, no conjunto habitacional Alameda das Palmeiras, no bairro Ancuri. Já a segunda aconteceu no dia 21 de julho, no Residencial Cidade Jardim I, no bairro Conjunto José Walter. A terceira e a quarta edição foram deflagradas em 23 e 28 de julho, nos residenciais Alameda das Palmeiras I e Alameda das Palmeiras II, respectivamente.

Na somatória das cinco edições, foram realizadas 1.308 abordagens a pessoas e veículos, 30 prisões em flagrante por furto de energia e também por cumprimento de mandados judiciais. Além disso, um total de 1.172 inspeções foram realizadas nos conjuntos habitacionais alvos da Operação Domus.

 

Colaborou a repórter Gabriela Almeida


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Operação Domus: 5ª fase é deflagrada no Cidade Jardim e resulta na prisão de 4 pessoas

FISCALIZAÇÃO
2021-07-30 21:55:00
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Ao encerrar o primeiro mês de ações preventivas, de repressão e de fiscalização da Operação Domus, a força-tarefa coordenada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) deflagrou a quinta etapa dos trabalhos nesta sexta-feira, 30. Desta vez, agentes realizaram ações no Residencial Cidade Jardim I, no bairro José Walter. Os trabalhos resultaram na prisão em flagrante de quatro pessoas. Em cinco edições, foram realizadas ao todo 1.308 abordagens a pessoas e veículos. No total, 30 pessoas presas em flagrante por furto de energia e também por cumprimento de mandados judiciais. 

Conduzidas pela Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol), as ações foram realizadas por agentes das forças de segurança, trânsito e fiscalização do Ceará e de Fortaleza. 136 veículos e 106 pessoas foram abordados somente nesta sexta, 30. 

Além das quatro prisões em flagrante desta sexta, 30, foram instaurados dois inquéritos por furto de energia. A Enel realizou 308 inspeções e 37 notificações por irregularidades. Já a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) realizou nove atendimentos por furto de energia.

De acordo com levantamento feito pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), vistorias foram realizadas em 85 blocos, "com irregularidades como ausência de sinalização de emergência, ausência de síndicos ou gestores para acompanhar as vistorias e obstrução de rotas de fugas, e ausência de luminárias de emergência".

LEIA MAIS | Polícia realiza operação no Conjunto Habitacional Alameda das Palmeiras

Operação combate ameaças recebidas por moradores no José Walter

Pelo menos 13 equipamentos de monitoramento de apenados foram fiscalizados pela SAP e um total de 144 veículos foram abordados pelo Detran-CE, resultando em 39 autos de infração. O trabalho também resultou em três apreensões e um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) com restrição.

Ao todo, são deslocados agentes das Polícias Militar e Civil, da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), além de funcionários da Enel, concessionária de energia elétrica no Ceará.

A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), a Coordenadoria de Inteligência (Coin) e a Coordenadoria de Segurança Orgânica e Logística (Cosol) da SSPDS estiveram na ofensiva. Os trabalhos foram subsidiados a partir de dados elaborados pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp) da SSPDS.

Balanço das cinco fases
1.308 abordagens a pessoas e veículos
30 prisões (furto de energia e mandados judiciais)
1.172 inspeções nos conjuntos habitacionais alvos
77 pessoas com tornozeleiras fiscalizadas
40 veículos apreendidos por irregularidades (carros e motocicletas)

Operação Domus

Domus é um termo em latim que significa domicílio. Com isso, a Operação Domus, deflagrada pela SSPDS, busca manter a sensação de acolhimento e bem-estar em conjuntos habitacionais. Nas quatro etapas anteriores da operação, foram realizadas 816 abordagens a veículos e pessoas, com apoio das forças de segurança do Estado e da Enel, que realizou 632 fiscalizações.

A primeira edição ocorreu no dia 15 de julho de 2021, no conjunto habitacional Alameda das Palmeiras, no bairro Ancuri. Já a segunda aconteceu no dia 21 de julho, no Residencial Cidade Jardim I, no bairro Conjunto José Walter. A terceira e a quarta edição foram deflagradas em 23 e 28 de julho, nos residenciais Alameda das Palmeiras I e Alameda das Palmeiras II, respectivamente.

Na somatória das cinco edições, foram realizadas 1.308 abordagens a pessoas e veículos, 30 prisões em flagrante por furto de energia e também por cumprimento de mandados judiciais. Além disso, um total de 1.172 inspeções foram realizadas nos conjuntos habitacionais alvos da Operação Domus.

 

Colaborou a repórter Gabriela Almeida


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Covid-19: DF começa a vacinar pessoas a partir dos 30 anos na terça

Saúde
2021-07-30 19:55:34
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na próxima terça-feira (3), o Distrito Federal (DF) começa a vacinar contra a covid-19 pessoas com idade a partir de 30 anos . A nova faixa etária foi anunciada pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, em sua conta no Twitter. Ibaneis informou também que o DF receberá neste sábado (31) 159 mil doses de vacinas.

Ceará registra 732 novos casos e nenhuma morte por Covid-19 nas últimas 24 horas

Números da pandemia
2021-07-30 19:44:00
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará ultrapassa os 917 mil casos de Covid-19 acumulados desde o início da pandemia. São, ao todo, 918.377 casos da doença oficialmente registrados no Estado nesta quinta-feira, 29 de julho. O Ceará soma, ainda, 23.497 óbitos por Covid-19. Foram registrados 732 novos casos de Covid-19 desde a ultima contagem, nessa quinta-feira, 29, quando a quantidade de casos saiu de 917.645 para 918.377. Nenhuma morte foi registrada pela doença nas ultimas 24 horas, conforme o IntegraSUS, plataforma de transparência do Governo do Estado. 

As informações foram atualizadas pela Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) às 9h7min. Devido ao atraso que ocorre para que mortes mais recentes entrem no sistema, vítimas da Covid-19 que faleceram no mesmo período podem ser registradas posteriormente.

Atualmente, há 642.470 pessoas recuperadas da doença e 49.335 com suspeita de infecção aguardando resultado de exames já realizados. A taxa de letalidade — proporção de mortes entre os casos confirmados — é de 2,6%. Já foram realizados 2.505.130 exames para detecção do coronavírus no Estado até o momento.

Covid-19: números do Ceará

918.337 casos confirmados
23.497 óbitos
2,6% de taxa de letalidade
2.505.130 exames
642.470 pessoas recuperadas
Nenhum óbito confirmados nas últimas 24 horas

Taxa de letalidade

Há uma diferença entre taxa de mortalidade e de letalidade de uma doença. A taxa de mortalidade se refere à quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à população total de um lugar — seja uma cidade, estado, país, ou até mesmo o mundo inteiro. Já a taxa de letalidade se refere à quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à quantidade de infectados por ela.

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

Além do público em geral, as pessoas incluídas nos grupos prioritários das fases 1, 2, 3 e 4, do PNI, estão recebendo os imunizantes contra o coronavírus em paralelo. Dentre as categorias, estão: trabalhadores da saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas, pessoas portadoras de deficiência, moradores de rua, trabalhadores da educação, profissionais do transporte coletivo rodoviário, metroviário, aéreo, aquaviário, portuários entre outros.

Evolução do coronavírus no Ceará

Casos de coronavírus no Ceará em 29 de julho (29/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 28 de julho (28/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 27 de julho (27/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 26 de julho (26/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 24 de julho (24/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 23 de julho (23/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 22 de julho (22/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 21 de julho (21/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 20 de julho (20/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 18 de julho (18/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 17 de julho (17/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 16 de julho (16/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 15 de julho (15/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 14 de julho (14/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 11 de julho (11/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 10 de julho (10/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 9 de julho (9/7)

Casos de coronavírus no Ceará em 8 de julho (8/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 7 de julho (7/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 6 de julho (6/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 5 de julho (5/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 4 de julho (4/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 3 de julho (3/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 2 de julho (2/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 1 de julho (1º/07)

Casos de coronavírus no Ceará em 30 de junho (30/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 28 de junho (28/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 27 de junho (27/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 26 de junho (26/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 25 de junho (25/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 24 de junho (24/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 23 de junho (23/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 22 de junho (22/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 21 de junho (21/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 20 de junho (20/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 19 de junho (19/06)

Casos de coronavírus no Ceará em 18 de junho (18/06)

<

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags