PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Covid-19: Cerca de mil pessoas foram infectadas após festival de música na Holanda

Desde o fim do festival, o número diário de infecções subiu cerca de 500% no país, e está agora em torno de 8 mil por dia.

13:44 | 20/07/2021
Mesmo com a pandemia de Covid-19, cidade de Utrecht, na Holanda, realizou festival de música no início do mês de julho. (Foto: Reprodução/Twitter)
Mesmo com a pandemia de Covid-19, cidade de Utrecht, na Holanda, realizou festival de música no início do mês de julho. (Foto: Reprodução/Twitter)

Cerca de mil pessoas foram infectadas pelo coronavírus em festival de música na cidade de Utrecht, na Holanda. O evento ocorreu no início do mês de julho. Autoridades locais acreditam que o número pode aumentar, pois 20 mil pessoas assistiram aos dois dias de shows em espaço aberto do Festival Verknipt, em 3 e 4 de julho.

Ao menos 448 pessoas se infectaram no primeiro dia do evento, e outras 516 no segundo dia. Os organizadores se mostraram chocados com o elevado número de infecções e disseram que seguiram todas as regras de higiene, que consistia em fazer com que os visitantes apresentassem os certificados de vacinação ou testes negativos de coronavírus. As informações são do G1.

Além disso, os organizadores disseram que a venda de ingresso foi controlado para evitar aglomerações. A Holanda retirou quase todas as medidas de combate à pandemia em 26 de junho, e voltou a permitir grandes eventos. Essas permissões exigem apenas que os visitantes apresentassem um teste negativo ou comprovassem que foram vacinados, como foi feito no festival.

Desde o fim do festival, o número diário de infecções subiu cerca de 500% no país, e está agora em torno de 8 mil por dia. Pesquisas mostram que a maioria dos holandeses considera que o governo agiu de forma irresponsável ao acabar com as restrições. O primeiro-ministro Mark Rutte admitiu, em 12 de julho, ter sido um erro o governo retirar a maioria das restrições.

LEIA MAIS |

Booktokers: Literatura além dos clássicos

Saiba como funciona o projeto italiano que oferece 28 mil euros para morar na região da Calábria

A recente alta nas infecções é atribuída pelas autoridades aos jovens, com focos registrados em festivais, discotecas e bares. O governo reagiu e ordenou o fechamento de algumas discotecas, bem como regras mais rígidas para bares e cafés.