PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Itália suspende uso obrigatório de máscaras ao ar livre a partir da próxima segunda, 28

Desde abril, o país vem flexibilizando as medidas de combate ao novo coronavírus após apresentar queda do número de casos pela doença

Mirla Nobre
20:01 | 22/06/2021
Desobrigação da máscara será permitida para todas as regiões classificadas como "faixa branca", onde se encontra o regime mais flexível de medidas contra a Covid-19 e baixo risco epidemiológico (Foto: AFP)
Desobrigação da máscara será permitida para todas as regiões classificadas como "faixa branca", onde se encontra o regime mais flexível de medidas contra a Covid-19 e baixo risco epidemiológico (Foto: AFP)

O Ministério da Saúde da Itália anunciou que irá suspender o uso obrigatório de máscaras ao ar livre a partir da próxima segunda-feira, 28. O anúncio foi realizado nessa segunda-feira, 21, após o Comitê Técnico-Científico da Itália (CTS), responsável por assessorar o governo no combate à pandemia do novo coronavírus, recomendar a medida. A desobrigação do uso da máscara será permitida em todas as regiões classificadas como “faixa branca”, onde se encontra o regime mais flexível de medidas contra a doença e baixo risco epidemiológico.

Em uma publicação no Facebook, o ministro da Saúde, Roberto Speranza, postou o seguinte texto: “A partir de 28 de junho, superamos a obrigação de usar máscaras ao ar livre na zona branca, mas sempre respeitando as indicações cautelares estabelecidas pelo CTS”. Mais cedo, nesse dia, o CTS enviou uma nota ao Ministério da Saúde informando sobre a medida após reunião do comitê. “O CTS considera que no atual cenário epidemiológico, a partir de 28 de junho, com todas as regiões na zona branca, existem condições para superar a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre”, dizia a nota.

LEIA TAMBÉM | Cidades europeias querem volta do turismo, mas não como antes: como serão as viagens pós-pandemia

Apesar do afrouxamento das medidas, o Comitê alertou que o uso de máscara será obrigatório em locais com alto risco de aglomerações, como mercados, feiras, filas, entre outros. Para isso, será necessário que as pessoas carreguem uma máscara para que possam usá-la em eventuais situações.

Conforme divulgado pelo portal UOL, o subsecretário de Saúde, Andrea Costa, destacou que a melhor data para se livrar da restrição é em 28 de junho, quando toda a Itália será classificada na zona branca, a mais branda. “Quanto antes esse sinal for dado ao país, melhor”, disse. Dentre as 20 regiões da Itália, 19 estão na “faixa branca”, apenas a área do Valle d’Aosta, no norte, não se encontra nessa categoria.

LEIA TAMBÉM | Por que ainda é preciso usar máscara depois da vacinação ou de contrair a Covid-19

Desde abril, a Itália vem flexibilizando as medidas de combate ao novo coronavírus, com reabertura de atividades econômicas, como restaurantes, bares, cinemas e academias de ginástica, e permitindo a liberdade de circulação no país. O uso de máscaras era uma das últimas regras ainda em vigor.