PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Atos contra atuação de Bolsonaro na pandemia devem ocorrer sábado, 19

Os eventos integram a agenda nacional "Fora Bolsonaro: Vacina no braço, comida no prato" e devem ocorrer em cerca de 150 cidades. Movimentação anterior ocorreu em 29 de maio, com atos realizados pelo Brasil com a mesma pauta

23:11 | 17/06/2021
Uso de máscara e álcool em gel, além de distanciamento, são principais medidas orientadas aos manifestantes pela organização dos eventos (Foto: FABIO LIMA)
Uso de máscara e álcool em gel, além de distanciamento, são principais medidas orientadas aos manifestantes pela organização dos eventos (Foto: FABIO LIMA)

Manifestações contra a atuação do governo federal durante a pandemia de Covid-19 estão programados para ocorrer em Fortaleza no próximo sábado, 19. Os eventos integram a agenda nacional “Fora Bolsonaro: Vacina no braço, comida no prato” e devem ocorrer em cerca de 150 cidades, segundo afirmado pela Diretoria do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ao portal Poder 360.

Movimentação anterior ocorreu em 29 de maio, com atos realizados pelo Brasil com a mesma pauta: busca por celeridade na vacinação contra a Covid-19, aumento do valor do auxílio emergencial e outras medidas de enfrentamento à pandemia e seus efeitos na população vulnerável. Uso de máscara e álcool em gel, além de distanciamento, são principais medidas orientadas aos manifestantes pela organização dos eventos.

Ainda, faixas e cartazes devem ilustrar atos em oito cruzamentos da Capital na praça Santa Cecília, no bairro Bom Jardim, a partir das 8 horas deste sábado. Participam destes atos integrantes do Coletivo Rebento - Médicos em Defesa da Vida, da Ciência e do SUS, do projeto Ser Ponte e do Comitê Popular de Enfrentamento à Covid-19 de Fortaleza. Em busca de evitar aglomerações, cada ponto terá um número limitado de manifestantes.

Atos também estão confirmados em praças dos municípios cearenses de Palhano, Iguatu, Icó e Crato. No primeiro, o evento está marcado para as 8 horas na área institucional do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Palhano. Em Iguatu, a concentração começa às 17h30min na avenida Fransquinha Dantas. Mais cedo, às 9 horas, acontece o ato no Crato, previsto para a praça São Vicente. Já em Icó, mais detalhes ainda devem ser definidos.

Em publicação no Twitter nesta quinta-feira, 17, o ex-presidente Lula declarou não ter decidido ainda sobre sua presença nas manifestações de sábado. “Tenho uma preocupação. Não quero transformar um ato político em um ato eleitoral. Não quero os meios de comunicação explorando isso como o Lula se apropriando de uma manifestação convocada pela sociedade brasileira”, disse.

O petista também comparou as manifestações contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), como as que acontecerão no sábado, àquelas organizadas por apoiadores do presidente. “Não adianta querer igualar as manifestações. Veja a diferença entre as manifestações contra o genocida e os atos promovidos por ele. Um lado usa máscara, álcool gel, o outro lado vai sem máscara e nega a vacina”, escreveu.