PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Fortaleza poderá começar a vacinar população geral a partir da próxima semana

A Secretaria de Saúde e os municípios vão se reunir para definir os próximos passos da vacinação no Ceará

Júlia Duarte
10:00 | 31/05/2021
Será feita uma reunião nesta terça-feira entre os municípios e o Estado para definir o seguimento da campanha de vacinação (Foto: Fernanda Barros/Especial para O POVO)
Será feita uma reunião nesta terça-feira entre os municípios e o Estado para definir o seguimento da campanha de vacinação (Foto: Fernanda Barros/Especial para O POVO)

De acordo com o prefeito José Sarto (PDT), a meta é que, até a próxima semana, Fortaleza comece a vacinar a população em geral, em ordem decrescente de idade. A previsão é que nesta semana seja concluída a vacinação de pessoas com comorbidades e profissionais da educação, segurança pública, agentes aeroportuários e de pessoas em situação de rua. Assim, o Município espera poder seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI) e abrir a vacinação para o público em geral. 

Leia Mais - Vacinação por idade poderá acontecer em paralelo aos grupos prioritários

"Na semana que vem, se Deus permitir, e com o trabalho dessa equipe, a gente vai começar a vacinar a população, evidentemente numa ordem decrescente de idade", afirmou o prefeito. "A gente tem a meta de que semana que vem a gente deve ter novas notícias boas para a população de Fortaleza", pontou ainda o gestor.

Leia Mais - Após professores, Ministério autoriza vacina para quem tem 18 a 59 anos


Nesta terça-feira, 1ª, está marcada uma reunião da Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Ceará (CIB-CE) , entre gestores da Saúde do Estado e dos Municípios. Em pauta, segundo a titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Ana Estela, está o seguimento da campanha de vacinação de Covid-19 e a definição dos critérios que os municípios devem seguir. 

 

Com informações do repórter Gabriel Borges


Vacinação da população geral (18 a 59 anos) poderá ocorrer de maneira escalonada e por faixas etárias decrescentes em paralelo à imunização dos grupos prioritários