Participamos do

Camilo discute com Saúde produção da vacina desenvolvida pela Uece

O governador do Estado indicou que, com a retomada na produção da CoronaVac pelo Instituto Butantan, é previsto que novas doses cheguem ao Ceará em junho
23:49 | Mai. 28, 2021
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Segundo o governador Camilo Santana, a viabilidade da vacina desenvolvida pela Universidade Estadual do Ceará (Uece) foi discutida junto ao atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A reunião aconteceu durante visita do governador e do secretário estadual de saúde, Dr. Cabeto, a Brasília nesta quinta-feira, 27. Em transmissão ao vivo realizada nesta sexta-feira, 28, Camilo também declarou ter discutido com Queiroga o credenciamento do novo Hospital Regional do Vale do Jaguaribe.

Atualmente, a vacina da Uece ainda está em fase de desenvolvimento, aguardando autorização da Anvisa para testes em humanos. Durante a transmissão, o governador também ressaltou a perspectiva da chegada ao Ceará de novas doses da vacina CoronaVac. A produção do imunizante havia sido interrompido por falta de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA). Segundo o Instituto Butantan, o motivo foi o atraso no envio pela falta de liberação burocrática.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Com a aquisição de novos Insumos Farmacêuticos Ativos (IFAs) na tarde desta terça, 25, o Instituto Butantan poderá dar continuidade na produção dos imunizantes. Camilo Santana declarou que, se não houver mais impasses no processo de produção da CoronaVac, a previsão é que novas doses cheguem ao Ceará no próximo mês de junho.

Camilo ainda declarou que, durante sua visita à Brasília, discutiu com o ministro da Saúde sobre o credenciamento de inauguração do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, em Limoeiro do Norte. A unidade está em fase de conclusão e passará a atender a população do Vale do Jaguaribe, auxiliando na contenção do vírus na Covid-19 na região.

Durante a transmissão, o secretário Dr. Cabeto, também frisou a alta taxa de contágio do novo coronavírus região do Cariri. Segundo ele, enquanto Fortaleza apresenta percentual de contágio de 29%, em relação ao número de exames realizados e os resultados positivos, a região do Cariri, no entanto, apresenta expressivos 53%.

Ainda, Camilo Santana ressaltou o alerta frente a nova variante indiana, visto que a agressividade e o poder de contágio da cepa ainda estão em análise. Governador e secretário frisaram, mais uma vez, sobre a importância e compreensão da população quanto às medidas de higiene e distanciamento social.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags