PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Covid-19: Hospital da Unimed tem maior número de internações em 24h desde 16 de maio

Somente ontem foram atendidas 335 pessoas com suspeita da patologia, segundo maior número desde o início da pandemia em Fortaleza

20:20 | 02/03/2021
Em todo o Sistema Unimed Fortaleza, há atualmente 546 pacientes internados com Covid-19 e 175 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) (Foto: Divulgação/ Governo do Ceará)
Em todo o Sistema Unimed Fortaleza, há atualmente 546 pacientes internados com Covid-19 e 175 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) (Foto: Divulgação/ Governo do Ceará)

O Hospital Regional da Unimed (HRU) teve 45 internações de pacientes com Covid-19 entre meio-dia de ontem, 1º, e meio-dia de hoje, 2, maior número da unidade desde 16 de maio de 2020. Ainda, somente ontem foram atendidas 335 pessoas com suspeita da patologia, segundo maior número desde o início da pandemia em Fortaleza. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pelo presidente da cooperativa, Elias Leite.

LEIA MAIS | Fortaleza tem 12 hospitais registrando ocupação de 100% dos leitos de UTI

Em todo o Sistema Unimed Fortaleza, há atualmente 546 pacientes internados, 28 a mais que ontem; 175 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI); e 118 em uso de respiradores. Apenas no HRU, 2.211 pessoas com Covid-19 receberam alta, enquanto este número sobe para 3.586 em todo o Sistema.

O hospital de campanha da Unimed, construído pela segunda vez devido ao aumento nos números da pandemia, atende 28 pacientes. Uma terceira ala recebeu seu primeiro paciente na noite desta terça-feira.

LEIA MAIS | Com casos no Ceará, nova variante do coronavírus pode causar reinfecção, aponta estudo

Em vídeo, Elias Leite alertou a população em relação às limitações dos sistemas de saúde, públicos e privados. “A nós, como cidadãos, cabe diminuir a exposição ao risco. É um pedido de ajuda, pessoal. Porque a gente está vendo a velocidade com que os números estão crescendo, e as estruturas de saúde são finitas, elas têm uma capacidade limitada. É o momento de todo mundo unir forças”, disse o médico.