PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Sete hospitais de Fortaleza tem mais de 90% dos leitos de UTI e de enfermaria ocupados

Os dados, contabilizados até as 19h02min desta segunda-feira, 22, levam em consideração tanto a rede de saúde pública quanto a de hospitais particulares

Gabriela Almeida
20:26 | 22/02/2021
Sete hospitais tem taxa de ocupação de leitos acima de 90% (Foto: Reprodução)
Sete hospitais tem taxa de ocupação de leitos acima de 90% (Foto: Reprodução)

Sete hospitais de Fortaleza têm mais de 90% dos seus leitos de enfermaria e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados por pacientes com Covid-19. Os dados, contabilizados até as 19h02min desta segunda-feira, 22, levam em consideração tanto a rede de saúde pública quanto a particular e foram divulgados na plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

As sete unidades médicas que registram taxa de ocupação acima de 90%, em ambos os leitos, são: Hospital Leonardo da Vinci, Hospital Antônio Prudente, Hospital Uniclinic, Hospital Otoclínica, Hospital Regional Unimed, Hospital São Carlos e Hospital São José de Doenças Infecciosas. 

Em números gerais, a Capital tem 91,18% dos seus leitos de UTI ocupados por pacientes infectados pelo vírus. A maior ocupação é registrada em equipamentos desse porte que são voltados para o atendimento de pessoas adultas (94,02%), estando ainda UTI infantil e de gestante ocupadas em 75,76% e em 33,33%, respectivamente.

| LEIA MAIS | Vacinômetro: 42% das pessoas do grupo prioritário da fase 1 foram vacinadas

Já em relação aos leitos de enfermaria do Município, foi registrado no período 85,18% de ocupação desses equipamentos. A grande parte da procura por internações também tem sido de adultos, que ocupam 92,16% dos leitos destinados à faixa etária. A enfermaria infantil está ocupada em 66,99%; a de gestante, em 63,27%.

São 411.904 casos confirmados e 11.008 óbitos provocados pela doença desde o começo da pandemia no Estado, segundo dados divulgados às 16h59min desta segunda-feira, 22, pela plataforma IntegraSUS. O boletim aponta ainda que 306.066 pessoas se recuperaram da doença e que 42.822 casos seguem sob investigação

Confira a taxa de ocupação das unidades em Fortaleza

Rede pública

Hospital Geral Dr Waldemar Alcântara (HGWA)
UTI - 88,24% (15 ocupados dos 17 disponíveis)
Enfermaria - 90,48% (57 ocupados dos 63 disponíveis)

Hospital Infantil Albert Sabin (Hias)
UTI - 94,74% (18 ocupados dos 19 disponíveis)
Enfermaria - 82,54% (52 ocupados dos 63 disponíveis)

Hospital Leonardo Da Vinci (HLV)
UTI - 99,22% (128 ocupados dos 129 disponíveis)
Enfermaria - 91,55% (65 ocupados dos 71 disponíveis)

Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ)
UTI - 100% (8 ocupados dos 8 disponíveis)
Enfermaria - 91,55% (65 ocupados dos 71 disponíveis)

Instituto Dr. José Frota Central (IJF)
UTI - 86% (43 ocupados dos 50 disponíveis)
Enfermaria - nenhum leito ativo

Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza
UTI - 75% (6 ocupados dos 8 disponíveis)
Enfermaria - nenhum leito ativo

Rede particular

Hospital São Carlos
UTI - 100% (21 ocupados de 21 disponíveis)
Enfermaria -100% (38 ocupados de 38 disponíveis)

Hospital Uniclinic
UTI - 96% (24 ocupados de 25 disponíveis)
Enfermaria - 100% (52 ocupados de 52 disponíveis)

Hospital Otoclínica
UTI - 94,12% (32 ocupados de 34 disponíveis)
Enfermaria - 94,34% (50 ocupados de 53 disponíveis)

Hospital Antônio Prudente
UTI - 97,83% (45 ocupados de 46 disponíveis)
Enfermaria - 92,31% (84 ocupados de 91 disponíveis)

A rede Hapvida informa que nesta sexta-feira tinha 70,8% de ocupação dos 671 leitos, com possibilidade de remanejamento rápido de pacientes entre as unidades.

Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo
UTI - 100% (8 ocupados de 8 disponíveis)
Enfermaria - 86,96% (20 ocupados de 23 disponíveis)

Hospital Aldeota
UTI - 76,67% (23 ocupados de 30 disponíveis)
Enfermaria - nenhum leito ativo

Hospital Regional Unimed
UTI - 93,27% (97 ocupados de 104 disponíveis)
Enfermaria - 95,8% (137 ocupados de 143 disponíveis)