PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Rede particular investe em atendimento online, suspende cirurgias eletivas e amplia leitos para Covid-19

Avanço de casos e óbitos pela doença mantém ocupação alta em toda a rede hospitalar. Unimed Fortaleza e OTOclínica anunciam medidas para reduzir circulação de pessoas nas unidades

Marcela Tosi
11:19 | 17/02/2021
Conforme a direção da OTOclínica, serão inaugurados 35 leitos, em caráter de urgência (Foto: Divulgação/Hospital Otoclínica)
Conforme a direção da OTOclínica, serão inaugurados 35 leitos, em caráter de urgência (Foto: Divulgação/Hospital Otoclínica)

Na medida em que o novo pico da pandemia de Covid-19 avança, a rede particular de saúde em Fortaleza vem anunciando medidas para evitar maior circulação do coronavírus. O Hospital OTOclínica Matriz, localizado no bairro Aldeota, irá expandir os leitos para pacientes com suspeita ou diagnóstico da doença. Enquanto a Unimed inicia serviço de atendimento virtual. A Secretaria da Saúde do Estado recomendou, nesta terça-feira, 16, a suspensão de procedimentos eletivos.

Conforme a direção da OTOclínica, serão inaugurados 35 leitos, em caráter de urgência, até a última semana de fevereiro. O hospital também decidiu suspender marcação dos procedimentos eletivos, ou seja, sem urgência. Essas marcações seguem suspensas até o próximo dia 28.

“Todos os procedimentos de urgência e emergência deverão e serão realizados normalmente. As cirurgias oncológicas, cardiológicas, neurológicas ou aquelas que o adiamento possa agravar o quadro clínico do paciente, independente da especialidade, devem ser realizadas”, garante o diretor-executivo, Victor Moreira.

LEIA MAIS | Ocupação de leitos de UTI adulto segue acima de 90% na Capital

LEIA MAIS | Com mais de 12 mil novos registros, Ceará passa de 408 mil casos confirmados de Covid-19

Atendimento virtual Unimed

 

A partir desta terça-feira, 17, a Unimed Fortaleza passa a oferecer a seus colaboradores o serviço de pronto atendimento virtual. A orientação é fazer consulta pelo aplicativo antes de se dirigir a uma das unidades presenciais. O serviço deve ser expandido para clientes, mas não há data definida.

O aplicativo promete maior comodidade no atendimento sem exposição desnecessária ao ambiente hospitalar e comunicação mais rápida com os médicos. Pessoas com sintomas leves a moderados (como dor de cabeça e no corpo, resfriados, diarreia e vômito sem desidratação e febre abaixo de 39ºC) terão acesso a consultas de urgência. 

O pronto atendimento virtual deve ser procurado quando houver esses sintomas: dor de garganta, dor de ouvido, dor na coluna, dor de cabeça e dor no corpo, diarreia e vômitos sem desidratação, febre abaixo de 39ºC, resfriado, queixas e sintomas sem maiores gravidades.

Nessa terça-feira, 16, o presidente da Unimed Fortaleza, Elias Leite, alertou para o risco de colapso no sistema de saúde local, incluindo redes privada e pública, em virtude do aumento de casos da Covid-19.


TAGS