PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Dez hospitais de Fortaleza têm 100% das UTIs para Covid-19 ocupadas

A média geral de ocupação dos leitos desse porte em unidades hospitalares do Município, tanto públicas quanto privadas, é de 86,82%.

Gabriela Almeida
20:46 | 08/02/2021
Média geral de ocupação dos leitos de UTis de Fortaleza apresenta disparo (Foto: Deisa Garcez/Especial para O Povo)
Média geral de ocupação dos leitos de UTis de Fortaleza apresenta disparo (Foto: Deisa Garcez/Especial para O Povo)

O número de hospitais em Fortaleza que registram 100% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por pacientes com Covid-19 mais que dobrou em 24 horas. Conforme balanço divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), até as 18h04min desta segunda-feira, 8, dez unidades de saúde atingiam essa faixa. No domingo, eram quatro hospitais com UTIs lotadas.

Apesar do aumento significativo, o índice vem apresentando variação nos levantamentos oficiais divulgados pela pasta. No início da última semana, por exemplo, quatro unidades de saúde do Município tinham 100% das UTIs ocupadas por pacientes com a doença, número que subiu para sete na sexta-feira, 5, e que no domingo voltou a cair para quatro. 

Os hospitais da Capital que iniciaram esta semana atingindo 100% da ocupação de UTis são: Hospital Aldeota, Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, Hospital Otoclínica, Hospital Municipal Dr João Elisio de Holanda, Hospital Uniclinic, Hospital São José de Doenças Infecciosas, Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza, Hospital São Carlos, Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo e Hospital Antônio Prudente.

A média geral de ocupação, que considera o uso dos leitos de UTI de todos os hospitais da Capital, tanto públicos quanto privados, era de 89,53% nesse domingo e agora está em 86, 82%. O maior número de leitos desse porte segue concentrado na ala destinada a adultos, com ocupação de 93,14%.

Já a média geral de leitos de enfermeira ocupados é de 77, 54%, também com maior ocupação registrada naqueles direcionados para atendimento de pessoas na fase adulta (83, 33%). O mesmo índice nas enfermarias infantis da Capital é de 74, 87%.

| LEIA MAIS |

Vacinação em Fortaleza: já são mais de 50 mil vacinados

Ceará monitora 61 pacientes com suspeita de infecção por nova variante do coronavírus

Abertura do comércio no Centro será fiscalizada a partir desta sexta

Devido a alta demanda observada nas unidades de saúde, hospitais públicos e privados de Fortaleza devem aumentar os leitos durante esta semana- para conseguir atender pacientes com a patologia. A informação foi divulgada ainda no último domingo, 7.

Confira a taxa de ocupação das unidades:

Rede pública:

Hospital Geral Dr Waldemar Alcântara (HGWA)
UTI - 82,35% (14 ocupados dos 17 disponíveis)
Enfermaria - 97,5% (39 ocupados dos 40 disponíveis)

Hospital Infantil Albert Sabin (Hias)
UTI -70% (14 ocupados dos 20 disponíveis)
Enfermaria - 78, 85% (41 ocupados dos 52 disponíveis)

Hospital Leonardo Da Vinci (HLV)
UTI - 93,88% (92 ocupados dos 98 disponíveis)
Enfermaria - 93,55% (29 ocupados dos 31 disponíveis)

Hospital São José de Doenças Infecciosas (Hsj )
UTI - 100% (8 ocupados dos 8 disponíveis)
Enfermaria - 100% (38 ocupados dos 38 disponíveis)

Instituto Dr. Jose Frota Central (IJF)
UTI - 87, 5% (35 ocupados dos 40 disponíveis)
Enfermaria - não tem leitos ativos

Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza
UTI - 100% (8 ocupados dos 8 disponíveis)
Enfermaria - não tem leitos ativos

Hospital Universitário Walter Cantidio
UTI - 83,3% (5 ocupados dos 6 disponíveis)
Enfermaria - 70% (7 ocupados dos 10 disponíveis)

Hospital Leonardo da Vinci
UTI - 93, 88% (92 ocupados dos 98 disponíveis)
Enfermaria - 93, 55% (29 ocupados dos 31 disponíveis)

Hospital Municipal Dr João Elisio de Holanda,
UTI - 100% (10 ocupados dos 10 disponíveis)
Enfermaria - 57, 14% (8 ocupados dos 14 disponíveis)

Hospital Maternidade São Vicente de Paulo
UTI - 100% (17 ocupados dos 17 disponíveis)
Enfermaria - 33, 33 % (5 ocupados dos 15 disponíveis)

Rede particular

Hospital São Carlos
UTI - 100% (20 ocupados de 20 disponíveis)
Enfermaria -95% (19 ocupados de 20 disponíveis)

Hospital Uniclinic
UTI - 100% (20 ocupados de 20 disponíveis)
Enfermaria -83,33% (25 ocupados de 30 disponíveis)

Hospital Regional Unimed
UTI - 75, 81% (47 ocupados de 62 disponíveis)
Enfermaria - 90, 91% (100 ocupados de 102 disponíveis)

Hospital Otoclínica

UTI - 100% (22 ocupados de 22 disponíveis)
Enfermaria - 100% (21 ocupados de 21 disponíveis)

Hospital Antônio Prudente
UTI - 100% (31 ocupados de 31 disponíveis)
Enfermaria - 100% (23 ocupados de 23 disponíveis)

*A rede Hapvida informa que trabalha com o sistema, que nesta segunda tinha 64,8% de ocupação dos 604 leitos, com possibilidade de remanejamento rápido de pacientes entre as unidades.

Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo
UTI - 100% (8 ocupados de 8 disponíveis)
Enfermaria - não tem leitos ativos

Hospital Aldeota 
UTI - 100% (10 ocupados de 10 disponíveis)
Enfermaria -77,78% (14 ocupados de 18 disponíveis)

A taxa média geral de ocupação dos leitos desse porte em unidades hospitalares do Município, tanto públicas quanto privadas, é de 86, 82%.