PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Ceará investiga 55 casos suspeitos de infecção por variante amazonense

Nenhum caso foi confirmado até o momento. Entre os monitorados estão 33 do sexo masculino e 22 do sexo feminino; um deles chegou ao Estado transferido

16:35 | 30/01/2021
Maioria dos casos suspeitos de terem contraído a variante amazonense são viajantes que chegaram ao Ceará.  (Foto: Aurelio Alves)
Maioria dos casos suspeitos de terem contraído a variante amazonense são viajantes que chegaram ao Ceará. (Foto: Aurelio Alves)

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informou que 55 pacientes estão sob monitoramento com suspeita de infecção pela nova variante do coronavírus, originalmente identificada em Manaus. Nenhum caso foi confirmado até o momento. Entre os monitorados estão 33 do sexo masculino e 22 do sexo feminino; um deles chegou ao Estado transferido.

LEIA MAIS | Cepa amazonense do coronavírus é encontrada no Pará, afirma governador

LEIA MAIS | Ministério confirma compra de mais 54 milhões de doses da CoronaVac

Do total, 40 pacientes são viajantes, enquanto os 15 restantes são pessoas que tiveram contato com eles. Os casos suspeitos foram notificados à Vigilância Epidemiológica. Até o momento, 33 amostras foram analisadas pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), das quais 16 foram enviadas à Fiocruz, no Rio de Janeiro, para isolamento viral.

A cepa já chegou a outros estados como o Pará, razão pela qual o estado decretou lockdown a partir da próxima segunda-feira, 1º de fevereiro, nas regiões do Baixo Amazonas e Calha Norte. O Instituto Evandro Chagas confirmou, nessa sexta-feira, 29, dois casos no município de Santarém, oeste paraense, em um homem de 58 anos e uma mulher de 26 anos de idade. As outras regiões do estado, como a Região Metropolitana de Belém, entrarão em medidas restritivas de "nível médio".