PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Hospital da UFC em Fortaleza receberá quatro pacientes de Manaus, diz MS

HUWC confirmou que a unidade apresenta condições de receber quatro pacientes. As transferências para as unidades hospitalares começaram hoje, 15, e ocorrerão por via aérea. A medida visa desafogar a rede assistencial pública e privada do Amazonas.

Marília Freitas
11:58 | 15/01/2021
Fachada do HUWC (Foto: Arquivo)
Fachada do HUWC (Foto: Arquivo)

O Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) receberá quatro pacientes manauenses com Covid-19. A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), responsável pela administração federal da unidade, disponibilizou cerca de 150 leitos de enfermaria e de UTI a fim de ajudar Manaus, capital colapsada em seu sistema de saúde na última semana. As transferências para as unidades hospitalares dos estados começaram hoje, 15, e serão feitas em parceria com o Ministério da Defesa por duas aeronaves da Força Aérea Brasileira.

A medida visa desafogar a rede assistencial pública e privada do Amazonas. Em nota, o HUWC confirmou que a unidade apresenta condições de receber quatro pacientes, dois masculinos e dois femininos, em enfermarias preparadas para pacientes em isolamento.

Ofício publicado pela Ebserh libera cerca de 150 leitos de enfermaria e de UTI em cerca de nove unidades hospitalares. São 40 leitos em São Luís (MA); 30 em Teresina (PI); 15 em João Pessoa (PB); 10 em Natal (RN); 20 em Goiânia (GO); 04 em Fortaleza (CE); 10 em Recife (PE) e 20 no Distrito Federal.

A ação também poderá dispor da aviação civil e O deslocamento será realizado com a presença de profissionais médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para prestar atendimento aos pacientes. Cada destino ainda terá à sua disposição uma frota de ambulâncias exclusivas para levar os pacientes dos aeroportos aos hospitais.

A articulação sobre a vinda e o contato com as secretarias de saúde, tanto municipal como estadual, é de competência do Ministério da Saúde (MS). A transferência foi confirmada ao O POVO pelo Ministério. A secretaria de Saúde do Estado (Sesa) ressaltou que haveria novas reuniões do Comitê Estadual de Enfrentamento a Pandemia no Ceará hoje, às 11 horas. 

Entenda o colapso da saúde pública manauense

Com a rede de atendimento em colapso e sem oxigênio para tratamento da Covid-19, o Amazonas terá de transferir parte dos seus pacientes a outros Estados. Há estimativa de que até 750 pessoas tenham de deixar Manaus para serem atendidas em outros locais. A crise se agravou nos últimos dias pela falta de oxigênio em unidades de saúde. Há ainda variante do novo coronavírus circulando no Estado.

Os Ministérios da Saúde e da Defesa enviaram ao estado do Amazonas esta semana 5 mil metros cúbicos de oxigênio líquido para auxiliar no combate à Covid-19 na região. A medida faz parte das ações de apoio ao Plano de Contingência do estado. Também foram entregues equipamentos de proteção individual, entre eles 125 mil máscaras N95, 247,8 mil máscaras cirúrgicas e 200 mil luvas.

Hoje, o governador Camilo Santana (PT) visitou o Centro de Distribuição de Medicamentos da Sesa, em Maracanaú, com o titular da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), Dr. Cabeto. As vacinas serão distribuídas no interior cearense também de helicóptero.

Vacina será distribuída para municípios cearenses de helicóptero

Segundo o prefeito de Fortaleza Sarto Nogueira (PDT), Pazuello informou que as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 serão distribuídas em todo o País a partir da próxima segunda-feira, 18. Com isso, na quarta-feira, 20, poderá ter início a vacinação, às 10 horas.