PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Boletim da Covid-19 no CE mostra redução de casos e mortes, mas secretaria alerta para atraso de dados

Secretaria da Saúde diz que boletins das próximas semanas devem apresentar situação mais real, visto as aglomerações registradas nos feriados de fim de ano em 2020

Matheus Facundo
18:42 | 15/01/2021
Conforme o documento, na Semana Epidemiológica (SE) 1 (03/01 a 09/01), foram confirmados 2.083 casos e 53 óbitos no Ceará, em análise comparativa com o as SE 50/51 e 52/53, correspondentes a dezembro (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)
Conforme o documento, na Semana Epidemiológica (SE) 1 (03/01 a 09/01), foram confirmados 2.083 casos e 53 óbitos no Ceará, em análise comparativa com o as SE 50/51 e 52/53, correspondentes a dezembro (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)

O primeiro boletim epidemiológico da Covid-19 no Ceará de 2021, divulgado nesta sexta-feira, 15, aponta que todas as regiões do Estado tiveram redução de casos confirmados e óbitos, mas a situação demonstrada pode não condizer com a atual realidade. De acordo com a Secretaria da Saúde (Sesa), feriados e recessos de fim de ano nos órgãos municipais, assim como mudança de gestões, pode inferir em atraso de notificações de dados. A pasta pontua que nas próximas semanas, os informativos devem ser mais confiáveis, visto os "episódios de aglomerações registrados nos feriados no fim de ano".

LEIA MAIS| Covid-19: vacina será distribuída de avião e helicóptero às cidades do Interior do Ceará

Conforme o documento, na Semana Epidemiológica (SE) 1 (03/01 a 09/01), foram confirmados 2.083 casos e 53 óbitos no Ceará, em análise comparativa com o as SE 50/51 e 52/53, correspondentes a dezembro e a virada do ano. Apesar de cenário diferente em regiões, todo o interior apresentou redução no cenário, com 48,6% menos casos e 25% menos mortes. Em Fortaleza, a redução de casos e óbitos foi 19,5% e 29,9%, respectivamente. A taxa de mortalidade atual no Estado é de 112,7 por 100 mil habitantes.

Informe aponta ainda que todas Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) tiveram redução de confirmações de novos casos no fim do ano. No mesmo período, as ADS de ADS de Maracanaú (66,7%), Baturité (100,0%), Canindé (133,3%), Russas (125,0%), Crateús e Icó (20,0%) apresentaram aumento de óbitos no mesmo período. Aracati, Quixadá e Camocim mantiveram o mesmo número de ocorrências.

"A Vigilância Epidemiológica da Sesa solicita aos municípios que os casos e óbitos suspeitos sejam devidamente notificados nas plataformas oficiais. A comunicação de forma ágil e eficiente permite traçar um real panorama da situação da Covid-19 em todo Ceará", pontua a Sesa, em nota.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >