Participamos do

Mortes diárias por coronavírus em Fortaleza apresentam sete semanas consecutivas de queda

Informação foi divulgada pelo prefeito da Capital, Roberto Cláudio (PDT), durante live nesta terça-feira, 7. Ele pontuou ainda a consistência na queda de atendimentos em postos de saúde e internações
19:30 | Jul. 07, 2020
Autor Matheus Facundo
Foto do autor
Matheus Facundo Repórter do portal O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), divulgou, na noite desta terça-feira, 7, dados que apontam a continuidade de queda de indicadores do novo coronavírus em Fortaleza após cinco semanas do início do período da reabertura do comércio e do retorno de atividades. RC afirma que a média diária de óbitos na Capital está em queda por sete semanas seguidas e aponta ainda a queda consistente do número de atendimentos em postos de saúde e de demanda por internações.

O número de mortes diárias em decorrência da Covid-19 foi de 6,7 óbitos por dia na Semana Epidemiológica (SE) 27, entre os dias 28 de junho e 4 de julho. O chefe do Executivo municipal compara a informação com o período mais "trágico" da pandemia em Fortaleza, quando chegaram a ser contabilizadas 87 vítimas diárias, na SE 20 (segunda semana de maio).

"Você pode notar que na semanas 19 e 20 a gente chegou no nosso pico, com mais de 80 óbitos, infelizmente, por dia sendo confirmados. A semana 20 inclusive foi a semana mais trágica de todas. Entretanto, a partir dela a gente vem em uma sequência de sete semanas seguidas de queda de óbitos. É uma queda bastante consistente", avalia o prefeito.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dado importante de alerta, segundo RC, o número de atendimentos por quadro gripal em postos de saúde, que são a primeira porta de entrada para pacientes que evoluem para o diagnóstico positivo da Covid-19, não sofreu aumento durante o processo e seguiu em queda estabilizada. Entre a primeira e a segunda semana da fase 2 — que terminou no último domingo, 5 de julho —, este dado passou de 480 para 424 atendimentos semanais.

Na semana passada, a média diária de pacientes demandando internação em enfermaria ou UTI por síndrome gripal atingiu a menor média desde o pico da pandemia: 14 pacientes por dia. A análise foi exposta após reunião semana da Prefeitura para monitorar a situação da pandemia em Fortaleza durante o plano de reabertura. Nesta segunda-feira, 6, a Capital avançou para a 3ª fase da retomada

LEIA MAIS| Saiba quais atividades estão liberadas, reduzidas ou proibidas na fase 3 da retomada em Fortaleza

"Não tem como dizer que já vencemo essa batalha, mas é esse tipo de monitoramento que vai nos indicar se em algum momento esse processo de abertura precisa eventualmente ser interrompido ou se pode continuar. Para nós continuarmos com essa retomada progressiva e cautelosa é preciso que os protocolos sejam cumpridos", alerta o chefe do Executivo municipal em transmissão ao vivo.

Coronavírus no Ceará

O Ceará chegou a 126.142 casos de Covid-19 e 6.563 mortes por coronavírus. Foram 59 mortes e 2.748 casos a mais do que o total registrado na noite de segunda-feira, 6. As informações são do IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), divulgadas às 17h34min desta terça-feira, 7.

Fortaleza segue com o maior número de casos no Estado, concentrando 37.338 confirmações da doença e 3.398 óbitos, seguido de Sobral (7.621 casos e 249 mortes), Maracanaú (4.142 casos e 213 óbitos), Caucaia (4.028 casos e 292 óbitos) e Juazeiro do Norte (2.757 casos e 124 mortes).

 

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags