PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

RC autoriza, mas volta das aulas presenciais de escolas particulares em julho ainda é incerta

De acordo com o prefeito Roberto Cláudio o retorno das atividades presenciais da rede privada a partir de 20 de julho é uma "expectativa", dependente de dados epidemiológicos e assistênciais

Matheus Facundo
19:05 | 16/06/2020
Aulas presenciais da rede pública continuam suspensas até o fim de julho, podendo retornar a partir de agosto (Foto: Agência Brasil)
Aulas presenciais da rede pública continuam suspensas até o fim de julho, podendo retornar a partir de agosto (Foto: Agência Brasil)

O retorno das aulas presenciais em escolas particulares de Fortaleza, previsto para a 4ª etapa do plano de retomada da economia, inicialmente a partir do dia 20 de julho, não é confirmado. Em live na noite desta terça-feira, 16, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) afirmou que a volta antecipada, antes da rede pública, dependerá da evolução das fases da reabertura, condicionada à continuidade da tendência de queda dos indicadores de coronavírus na Capital.

"Não é uma autorização para planejar o reinício dia 20, é basicamente uma expectativa de reabertura dependente da análise diária dos dados assistenciais e epidemiológicos", pontua o chefe do Executivo Municipal. O prefeito frisa ainda que o retorno das atividades da rede privada de ensino segue as mesmas regras da liberação de todas as atividades. Atualmente, Fortaleza está na primeira fase da retomada, que finda no próximo domingo, 21. 

LEIA MAIS| Prevista para iniciar na próxima segunda, fase 2 da retomada no Ceará ainda não está garantida

"Isso quer dizer que a abertura das escolas se dará na fase 4, como outras atividades e serviços, que serão liberados caso tenhamos passado das fases 1, 2 e 3 sem interrupções que eventualmente sejam necessárias caso a gente encontre algum problema de ordem de saúde pública como o aumento do número de óbitos (por Covid-19) e aumento importante do número de casos graves demandando leito de UTI", adverte.

No decreto, a Prefeitura reforça, porém, que as aulas presenciais da rede pública municipal continuam suspensas até o final de julho, podendo ser retomadas a partir de agosto.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >