PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

IJF2 chega a marca de 100 leitos de UTI com 32% de recuperação dos casos de coronavírus

Na unidade, 10 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva foram inaugurados nesta quinta-feira, 4

Alan Magno
15:12 | 04/06/2020
10 novos leitos de UTI foram inaugurados nesta quinta-feira no IJF 2 (Foto: DIVULGAÇÃO PREFEITURA DE FORTALEZA)
10 novos leitos de UTI foram inaugurados nesta quinta-feira no IJF 2 (Foto: DIVULGAÇÃO PREFEITURA DE FORTALEZA)

O Instituto Dr. José Frota 2 (IJF 2) atingiu a marca de 100 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O hospital é destinado ao tratamento de pacientes com quadros graves da infecção por coronavírus em Fortaleza e inaugurou dez novos leitos de UTI nesta quinta-feira, 4. Na unidade, a taxa de recuperação dos internados é de 32%. A expansão havia sido anunciada pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) no dia 1º de junho, com outros 18 leitos de UTI em outros hospitais.

Em 74 dias de funcionamento, a unidade de saúde já recebeu 421 pacientes com coronavírus, dentre casos graves, moderados e leve. Destes, 136 obtiveram alta hospitalar, ou seja, conseguiram se recuperar da doença e não podem mais transmitir o vírus a outras pessoas.

O IJF2 conta ainda com 50 leitos de enfermaria para garantir o atendimento assistencial aos pacientes de quadros mais amenos da doença e aqueles que estavam internados em UTI e apresentaram melhoras. Até as 14h desta quinta-feira, a taxa de ocupação da ala de enfermaria na unidade era de 97,5%. Dos 100 leitos de UTI, 84 estão ocupados.

LEIA MAIS | Mais de 58 mil casos de Covid-19 são confirmados no Ceará; são 3.743 mortes e 39 mil pessoas recuperadas

Dentre os internados em casos graves no hospital, 35% desenvolveram algum grau de insuficiência renal em decorrência dos efeitos do longo tempo acamado e pela quantidade de medicamentos utilizados na tentativa de estabilização. No IJF 2, o setor de nefrologia adaptou os processos de hemodiálise, sendo possível tratar estes quadros diretamente nos leitos de internação, informou a Prefeitura de Fortaleza.

“Temos buscado soluções em tempo recorde”, destacou o superintendente do Instituto Dr. José Frota, Riane Azevedo, ao divulgar a abertura dos novos leitos. Ele destacou que a montagem de UTIs é um procedimento complexo que demanda tempo é um grande esforço para reunir medicamentos, recursos humanos e outros insumos essenciais ao funcionamento dos leitos. “É fundamental registrar agradecimento ao corpo clínico, aos gestores municipais e estaduais, aos setores administrativos e aos profissionais envolvidos”, completou.

Riane pontuou ainda que o hospital tem implementado rigorosos protocolos de biossegurança que buscam assegurar a redução dos casos de infecção hospitalar entre os profissionais atuantes na unidade. Dentre as medidas estão controle do estoque de equipamentos e uma intensa triagem do acessos de visitantes, acompanhantes e demais usuários e prestadores de serviço.