PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Salões de beleza irão atender só com agendamento no Ceará, diz governo

Em live realizada nas redes sociais, Governo do Estado esclarece que plano de retomada gradual não se aplica a todas as cidades ao mesmo tempo

18:17 | 31/05/2020
Os salões de beleza iniciam nesta fase de transição da retomada gradual (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)
Os salões de beleza iniciam nesta fase de transição da retomada gradual (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)

Em live realizada neste domingo, 31, através das redes sociais, para tirar as dúvidas da população sobre o plano de retomada gradual da atividade econômica no Ceará, o Governo do Estado esclareceu alguns pontos ligados aos salões de cabeleireiro, manicure e barbearia, que estão autorizados a retomar suas atividades com capacidade reduzida nesta segunda-feira, 1º, quando se inicia a fase de transição do planejamento. Segundo o secretário executivo de Planejamento e Gestão, Flávio Ataliba, a determinação é de que esses estabelecimentos só realizem atendimento com hora agendada anteriormente.

"Os salões de beleza iniciam nesta fase de transição, mas as pessoas precisam marcar horário para serem atendidas, para evitar aquela aglomeração que normalmente ocorre dentro do estabelecimento, com o cliente esperando para ser atendido. Isso não é uma boa prática neste momento. Devemos evitar qualquer tipo de aglomeração", reforça Ataliba.

Também participante da transmissão do Governo, o secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, reforça que o agendamento deve ser cumprido para que os salões sigam funcionando nas próximas etapas do plano de reabertura. "Todos os protocolos devem ser seguidos. No retorno deste tipo de atividade, estaremos observando como as pessoas vão se comportar, se os protocolos serão seguidos e se haverá consciência e responsabilidade. Só poderemos avançar às próximas fases do plano se isso ocorrer", pontua.

Sete municípios do Ceará não poderão retomar comércio e serviços nesta segunda-feira

Nem todos municípios poderão reabrir parte do setor de comércio e serviços nesta segunda. Segundo Élcio Batista, todas as sete cidades que tiveram o isolamento rígido decretado neste sábado, 30, seguirão com as restrições estabelecidas até então.

"O plano passa a valer para todo o Estado, mas a gente regionalizou o cronograma. Então, não necessariamente todos os municípios vão seguir as fases ao mesmo tempo, pois vivemos cenários epidemiológicos distintos nas regiões. Fortaleza está tendendo a uma estabilidade e, aparentemente, a uma curva decrescente, ao contrário da região Norte, onde os casos estão crescendo", explica Élcio. Segundo ele, do setor produtivo, somente a indústria poderá ser retomada nos municípios de Camocim, Caucaia, Maracanaú, Itapipoca, Itarema, Acaraú e Sobral. Comércio e serviços, entretanto, seguirão com portas fechadas nessas localidades, independentemente de terem segmentos liberados na fase de transição.

"A própria indústria só pode funcionar se o prefeito concordar com isso. Os municípios têm toda a autonomia para, caso queiram, restringir ainda mais, ou não", complementa o secretário-chefe da Casa Civil.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >