Participamos do

Polícia interrompe carreata contra isolamento social e 25 pessoas são conduzidas à delegacia em Fortaleza

Participantes do protesto poderão ser responsabilizados criminalmente por descumprimento de determinação do poder público
12:39 | Mai. 20, 2020
Autor Lais Oliveira
Foto do autor
Lais Oliveira Estagiária do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atualizada às 15h30min

Enquanto as medidas de isolamento social mais rígidas ainda vigoram em Fortaleza, uma carreata que passava pelos bairros Joaquim Távora, Dionísio Torres e Cocó foi interrompida pela Polícia Militar do Ceará (PMCE). Pelo menos 25 pessoas foram conduzidas ao 2º Distrito Policial (DP), no bairro Aldeota, até o fim da manhã desta quarta-feira, 20, para serem ouvidas.


De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as pessoas são suspeitas de descumprirem determinação do poder público, "destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, prevista no artigo 268, do Código Penal Brasileiro."

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine



Nos vídeos em que os carros aparecerem sendo parados pela Polícia, é possível observar que os manifestantes levavam bandeiras do Brasil em seus veículos. Um congestionamento se formou na avenida Engenheiro Santana Júnior em decorrência da carreata.



Ainda conforme a SSPDS, a PMCE segue no local dispersando os motoristas no intuito de coibir a aglomeração. "Outras pessoas que forem identificadas nas investigações da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) de terem participado e financiado a carreata serão também responsabilizadas criminalmente", diz trecho da nota.


Além das polícias Civil e Militar do Estado, equipes da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS; da Assessoria de Inteligência (Asint), do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) e do Comando de Policiamento de Choque (CPChoque) da PMCE; e do Departamento de Inteligência Policial (DIP) da PCCE realizam trabalho policial com o objetivo de coibir aglomerações de pessoas que possam se reunir em manifestações ou carreatas pelos bairros da Capital.


Desde o dia 8 de maio, Fortaleza tem restrições para o deslocamento estabelecidas em decreto estadual com o objetivo de diminuir a propagação da Covid-19.

Um anúncio do governo Camilo Santana sobre novo decreto é esperado nesta quarta-feira, 20.

Como denunciar aglomerações:


Informações sobre desrespeito às medidas de isolamento social podem ser repassadas ao número 190 da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). O sigilo é garantido.



Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags