PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

MPCE instaura procedimento para investigar desmonte de hospital emergencial no Vila União

A ação solicita informações à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) sobre o fato de a estrutura, anexa ao hospital infantil Albert Sabin, ter sido desmontada antes de seu funcionamento

Gabriela Almeida
14:57 | 19/05/2020
Albert Sabin é referência no atendimento a crianças e adolescentes com doenças graves e de alta complexidade (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)
Albert Sabin é referência no atendimento a crianças e adolescentes com doenças graves e de alta complexidade (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) instaurou, nessa segunda-feira,18, um procedimento para investigar o desmonte do hospital emergencial no bairro Vila União, em Fortaleza. De acordo com informações do órgão, a ação solicita informações à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) sobre o fato de a estrutura, anexa ao hospital infantil Albert Sabin, ter sido desmontada ainda no último sábado, 16, antes do seu funcionamento. Vídeos do desmonte chegaram a circular pelas redes sociais.

O procedimento foi instaurado pela 137ª Promotoria de Justiça de Fortaleza e estipula um prazo de dez dias, a contar dessa segunda, para que a Sesa apresente documentos que expliquem e comprovem, entre outros: a motivação da secretaria para a construção da unidade, a data de início e de finalização da montagem, os motivos pelo qual o hospital não chegou a funcionar, a razão do desmonte e informações acerca dos equipamentos adquiridos para uso no local.

De acordo com informações passadas ao O POVO pelo governo do Ceará, a unidade foi construída para auxiliar o Albert Sabin no tratamento de crianças com o novo coronavírus, a Covid-19, mas um plano elaborado pelo órgão permitiu que o hospital contemplasse a reserva de 42 leitos de enfermaria e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), atendendo à demanda pediátrica sem precisar do anexo.

Por meio de nota, a Sesa justificou o desmonte afirmando que a unidade seria transferida para outro local, ainda não divulgado, passando a prestar atendimento ao público adulto. Até as 14h02min desta terça-feira, 19, o Ceará registrava 27.578 casos confirmados e 1.837 mortes em decorrência da Covid-19, de acordo com a plataforma da pasta IntegraSUS, que monitora índices da doença no Estado.