Participamos do

Sesa espera realizar três mil testes diários de Covid-19 a partir da próxima semana

As testagens serão distribuídas nas unidades de saúde do Estado, o que inclui Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), hospitais de campanha e postos de saúde; serviço drive-thru também pode ser incluído e instaurado
12:57 | Mai. 15, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em entrevista coletiva virtual na manhã desta sexta-feira, 15, o secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, afirmou que a expectativa é de que o Estado realize, a partir da próxima semana, três mil testes diários de diagnóstico da Covid-19. A meta é chegar próximo de 100 mil testes realizados. Dados da plataforma IntegraSUS desta sexta, indicam 22.490 casos confirmados da doença no Ceará e 1.476 óbitos. 

As testagens serão distribuídas nas unidades de saúde do Estado, o que inclui Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), hospitais de campanha, postos de saúde e outras medidas ainda avaliadas pela pasta, como a coleta em drive-thru, com localizações que ainda estão sendo estudadas pela Sesa. O POVO já havia noticiado a informação no último dia 26 de abril. Na data, Cabeto deu o anúncio durante a chegada de 90 toneladas de insumos médicos destinados às unidades de saúde do Estado. Sem dar mais detalhes, informou que a coleta seria por agendamento via aplicativo que seria disponibilizado pelo Governo do Ceará. Há dois tipos de testes na rede pública que realizam o diagnóstico do novo coronavírus no organismo: os moleculares e os testes rápidos. 

LEIA TAMBÉM | Ceará terá equilíbrio do número de casos da Covid-19 até o fim de maio, segundo Cabeto

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A meta é realizar os testes em pessoas que apresentam sintomas mais leves da doença ou em pessoas que estão em contato diário com aqueles que tiveram diagnóstico positivo para a Covid-19.

Os esforços, no entanto, dependem de chamadas públicas. Até esta sexta está aberta uma consulta pública para a contratação de empresas que possam atender as demandas de testagem. Dentre as empresas que possam vir a realizar a ação, está a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A Sesa está providenciando um dos equipamentos que fazem extração robótica do RNA do organismo. O método encurta o tempo de diagnóstico da doença via teste molecular que realiza a transcrição reversa.

O método que converte o RNA em DNA. A amostra é coletada de partes do corpo no qual o coronavírus se reúne, como o nariz ou a garganta de uma pessoa e adicionada a fitas simples de DNA que amplificam o material genético. Ao longo da multiplicação, a testagem identifica a quantidade de RNA no organismo por meio da fluorescência de um material suspeito. Se esse corante fluorescente chegar em um determinado nível, é diagnosticada a Covid-19.

Segundo informações do Guia de Vigilância Epidemiológica pela Covid-19, orientado pelo Ministério da Saúde, é recomendado que o teste seja feito entre três a sete dias do início da infecção, pois é o período em que a carga viral do Sars-CoV-2 ainda está alta no organismo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags