PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Centro de Formação Olímpica receberá pacientes "menos graves" da Covid-19

Informação foi anunciada ontem,1º, em coletiva de imprensa; CFO é o segundo equipamento esportivo do Estado a ser usado para atendimentos devido ao novo coronavírus

09:51 | 02/05/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 20.02.2020: Força Nacional no Centro de Formação Olímpico (CFO)  (foto: Thais Mesquita/O POVO) (Foto: Thais Mesquita)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 20.02.2020: Força Nacional no Centro de Formação Olímpico (CFO) (foto: Thais Mesquita/O POVO) (Foto: Thais Mesquita)

O Centro de Formação Olímpica (CFO) será usado para receber pacientes "com casos menos graves" da Covid-19 no Ceará. A informação foi discutida e anunciada em coletiva na noite desta sexta-feira, 1º, pelo governador Camilo Santana (PT).

O objetivo com o uso do CFO é evitar sobrecarga de atendimentos em outros pontos do Estado que estão concentrando os casos da doença. A rede de leitos especiais de Fortaleza, que concentra o maior índice do vírus na Capital, está próxima da exaustão. Em última divulgação da plataforma IntegraSUS, da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), 8 mil casos e 539 óbitos ocasionados pela Covid-19 foram registrados no Ceará até última atualização, na tarde de sexta-feira, 1º.

LEIA TAMBÉM | Camilo avalia adotar lockdown no Estado 

Segundo a Sesa, ainda não há previsão de início para os atendimentos ou sobre a utilização do equipamento na rede pública. Quando iniciado, o Centro, que fica ao lado da Arena Castelão, será o segundo equipamento esportivo do Estado a ser usado para atendimentos devido ao novo coronavírus. 

O estádio Presidente Vargas ocupa um Hospital de Campanha destinado a pacientes com Covid-19. Recentemente, O POVO noticiou que o Ministério Público do Ceará irá apurar queixas destinadas ao hospital. As denúncias, feitas na última terça-feira, 28, variam entre falta de condições de trabalho e problemas "comuns" a um Hospital do tipo.