PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Demissão de Mandetta é rejeitada por 76% dos brasileiros

Levantamento divulgado antes da oficialização da queda do ministro da Saúde mostra a popularidade do ex-titular da pasta, que entrou em atrito com Bolsonaro por defender isolamento social de toda a população

16:53 | 16/04/2020
Jair Bolsonaro (E) e o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (Foto: Sergio LIMA / AFP)
Jair Bolsonaro (E) e o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (Foto: Sergio LIMA / AFP)

Luiz Henrique Mandetta, agora ex-responsável pela pasta federal de Saúde, saiu como o ministro mais bem avaliado do governo Bolsonaro. Em pesquisa da Atlas, o médico teve apoio de 76% dos entrevistados, que eram contra a demissão dele. Além dos 76% que rejeitam a demissão, 64% veem a atuação frente a pandemia do novo coronavírus como positiva. O levantamento foi divulgado horas antes da queda do então ministro.

Além disso, 72% das pessoas entrevistadas estão de acordo com medidas de isolamento social durante a pandemia. A medida, defendida por Mandetta, visa prevenir o colapso do sistema público de saúde. Esse teria sido o grande motivo de atrito entre o ministro com o presidente, que é contrário às decisões.

Ainda na pesquisa, 41,9% das pessoas estão com medo de serem infectadas pelo novo coronavírus e 86% estão receosos quanto à vida de familiares e amigos.

São dois pontos percentuais de margem de erro e o índice de confiança da pesquisa é de 95%. Foram entrevistadas 2.000 brasileiros, entre domingo, 12, e terça-feira, 14, para chegar ao resultado. O período escolhido marca o clímax do embate entre Mandetta e Bolsonaro.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >