PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

"Se eu estivesse em Fortaleza estaria extremamente preocupado", diz ministro Mandetta

O ministro da saúde comentou sobre as capitais brasileiras em situação mais crítica com relação ao índice de infectados pela nova doença

Alan Magno
20:16 | 07/04/2020
 (Foto: VARISTO SA / AFP)
(Foto: VARISTO SA / AFP)

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, 7, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, analisou a situação de algumas capitais brasileiras diante da propagação da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Ele manifestou duas preocupações em particular. "Se eu tivesse em Manaus hoje estaria extremamente preocupado, se eu tivesse em Fortaleza (estaria) extremamente preocupado." Ele destacou as cidades afirmando que elas estavam chamando atenção dos analistas dos Ministério da Saúde (MS) devido aos altos índices de infecção pelo novo coronavírus.

Fortaleza contabilizou 1.188 casos confirmados da nova doença nesta terça-feira, 7. O município registrou a marca de 30 óbitos. Outras dez cidades do Estado também contabilizaram mortos.

Durante a coletiva também foi divulgado o índice de infecção das capitais de acordo com grupos de 100 mil habitantes. Fortaleza foi apresentada como a Cidade com maior taxa de infecção por habitante de todo o Brasil. Na Capital, o índice chega é de 34,7%. Em Fortaleza, a cada 100 mil pessoas, cerca de 35 estão com a Covid-19. Para Mandetta, as taxas do Estado se devem as estratégias de testagem em massa implementadas na região.

O secretário de vigilância em saúde, Wanderson Oliveira, após a fala do ministro comentou sobre a projeção dos casos no Ceará, partindo das estimativas de especialistas de que o Estado seria o primeiro a atingir o pico de infectados pelo novo coronavírus no Brasil. Para o secretário, a perspectiva precisa ser vista com cautela, pois são pautadas em padrões matemáticos considerados estáticos. “Tem limitações. É apenas um indicativo. Deve ser utilizada com muita parcimônia”, declarou.

Wanderson complementou explicando que tais projeções servem para auxiliar os gestores estaduais e municipais nas medidas de contenção e que conforme tais medidas sejam implementadas, novos cenários irão surgir.

Veja os municípios onde houve óbitos no Ceará:

FORTALEZA: 30

ARACATI: 1

CARIUS: 1

EUSEBIO: 1

FARIAS BRITO: 1

IGUATU: 1

ITAITINGA: 1

JAGUARIBE: 1

MARACANAU: 1

SANTA QUITERIA: 1

TIANGUA: 1