PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Coronavírus: campanha visa ajudar catadores de materiais recicláveis no Ceará

Ação busca auxiliar cerca de 1400 trabalhadores de 94 municípios do Estado. Famílias ficaram sem renda com decreto estadual de isolamento para conter avanço da Covid-19

Gabriela Almeida
18:26 | 03/04/2020
Catadora em meio ao lixão da comunidade do Baixio, que recebe o lixo produzido da Vila de Jericoacoara (Foto: Mateus Dantas em 29/6/2017)
Catadora em meio ao lixão da comunidade do Baixio, que recebe o lixo produzido da Vila de Jericoacoara (Foto: Mateus Dantas em 29/6/2017)

O projeto Inclusão de Catadores em Rede Solidária lançou campanha para auxiliar catadores de materiais recicláveis no Ceará. Executado pela Fundação de Apoio a Serviços Técnicos, Ensino e Fomento a Pesquisa (Fastef), a ação se organiza ação para ajudar cerca de 1400 trabalhadores de 94 municípios do Estado, que estão sem trabalhar após decreto estadual de isolamento.

De acordo com Aline Gondim, assessora pedagógica do projeto, a ação busca garantir pelo menos “o mínimo” ao grupo de trabalhadores, que passa por dificuldades financeiras após impossibilidade de coletar ou vender os materiais recicláveis. O dinheiro arrecadado pela campanha será utilizado para comprar cestas básicas e kits de higiene.

O projeto atua, entre outros pontos, com a inclusão social de catadores por meio de benefícios para vulnerabilidade. Após decreto de isolamento, organizadores direcionaram atenção para campanha, criada com o objetivo de “amenizar a aflição” das famílias de catadores, que estão sem renda.

No dia 19 de março, o governador do Ceará, Camilo Santana, determinou, entre outros, o fechamento de serviços considerados não essenciais ao funcionamento público. O decreto foi prorrogado no último domingo, 29, e visa combater a disseminação do novo coronavírus no Ceará. Após fechamento de serviços, campanhas foram realizadas com o intuito de auxiliar pessoas que ficaram sem renda.

Contribua com a ação

Banco Santander
Agência: 3508
Conta: 13002663-3
CNPJ: 08.918.421/0001-08

Projeto pede para que comprovante de transferência seja enviado para o email: [email protected]