PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Coronavírus: idosos com mais de 80 anos receberão vacina e remédios em casa

Receitas médicas terão validade dobrada por mais seis meses e pacientes receberão medicamentos de uso contínuo para 60 dias

Leonardo Maia
13:20 | 20/03/2020
Recomendação é que os idosos, grupo de risco da covid-19, fiquem em casa durante a quarentena. (Foto: TATIANA FORTES)
Recomendação é que os idosos, grupo de risco da covid-19, fiquem em casa durante a quarentena. (Foto: TATIANA FORTES)

Como tentativa de conter o avanço do coronavírus, a Prefeitura de Fortaleza tomou medidas extraordinárias para a entrega de remédios, assim como para a Campanha de Cacinação contra a Influenza, que começa na próxima segunda-feira, 23. Para os idosos com mais de 80 anos, tanto os medicamentos como as vacinas, serão entregues e aplicadas em casa.

A gestão municipal ainda estendeu o prazo de validade das receitas médicas de seis para 12 meses e ampliou o prazo de entrega dos remédios: antes os pacientes recebiam a quantidade de medicamentos equivalente para 30 dias, mas agora receberão para 60 dias — essas duas medidas são válidas para todos os pacientes.

Leia mais: 21 postos de saúde funcionarão em Fortaleza neste fim de semana

Sobre a vacinação, os idosos com idade entre 60 e 79 anos serão atendidos em todos os 113 postos de saúde e em escolas da rede municipal. As unidades disponíveis ainda serão divulgadas pela Secretaria Municipal da Saúde.

Joana Maciel, titular da pasta, defende que a medida permitirá que as pessoas tomem a vacina de forma mais segura, visto que o espaço das escolas são mais amplos e arejados. O uso do local é possível devido a suspensão das aulas da rede municipal por quinze dias, até o início do próximo mês.

A primeira fase da Campanha Nacional contra a gripe foi adiantada para proteger idosos a partir de 60 anos e profissionais da área da saúde, além de facilitar diagnósticos do Covid-19. O início da ação estava programada para o fim de abril, mas em 2020 começará na próxima segunda-feira e segue até dia 23 de maio.

Maciel lembrou que os idosos com mais de 80 anos que se mudaram recentemente e estiverem com endereço desatualizado no cadastro dos postos de saúde devem atualizá-lo. A mudança pode ser feita no posto de saúde por um familiar portando o documento de identificação do paciente e um comprovante de endereço. Não é necessário que o idoso compareça à unidade pessoalmente.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >