PUBLICIDADE
Turismo
NOTÍCIA

Do tradicional ao vegano, confira roteiro de locais para comer acarajé em Fortaleza

A procura pela iguaria baiana tem aumentado em Fortaleza. O Vida&Arte preparou roteiro de estabelecimentos que oferecem o aclamado acarajé na capital cearense

04/07/2019 13:23:53
O Acarajé Express oferece a opção acarajé em petiscos (Divulgação)
O Acarajé Express oferece a opção acarajé em petiscos (Divulgação)(Foto: Divulgação )

O feijão fica no molho até estar no ponto de ser moído e virar massa. Depois de temperado e frito, o agora bolinho faz a moradia do vatapá, do camarão, da salada, e do indispensável caruru. Tudo regado a dendê e pimenta a gosto para formar o acarajé. O prato tipicamente baiano vem conquistando Fortaleza pelo paladar, e não precisa ir muito longe para experimentar a iguaria, que também ganhou destaque em estabelecimentos desse lado do Nordeste.

Dos 30 anos de experiência que a baiana Pérola de Oyá tem no preparo do acarajé, 13 foram vividos em Fortaleza. “Já vim para a cidade com o acarajé. Foi minha primeira fonte de renda”, relembra. À época, viver da venda da iguaria na Cidade era mais difícil, mas Pérola conta que a procura aumentou nos últimos anos. “Em Salvador é diferente, o povo nunca para de comer acarajé. A gente come toda hora, por qualquer motivo”, compartilha.

As opções de acarajé são muitas. Além do tradicional, o acarajé pode vir cortado no prato ao lado de todos os recheios, pode ser servido em porções de mini bolinhos para compartilhar e pode ser também vegetariano. Pérola costuma vender seus acarajés na avenida Beira Mar, estratégico para turistas. Com todos os ingredientes de Salvador, ela vende o prato de segunda a segunda.

O Vida&Arte preparou um roteiro de estabelecimentos locais que também oferecem a iguaria na cidade. Confira:

Onde comer

Acarajé Express

Distribuído em três pontos da Cidade, o Acarajé Express oferece a iguaria com variação de camarões (sossego e defumado) e pratos. A porção de 15 mini acarajés para petisco com todos os ingredientes fica a partir de R$ 15, enquanto o tradicional custa R$ 10. O restaurante também oferece a opção vegana do prato (R$ 10), em que o camarão é substituído por castanha.

Onde: Bairro de Fátima (Praça Argentina Castelo Branco)

Conjunto Ceará (avenida Central, em frente ao colégio Ateneu)

Carlito Pamplona (Rua Consul Gouveia, Álvaro Weyne)

Funcionamento: terça a sábado, de 18 às 22 horas

Acarajé do Assis

No acarajé do Assis, o prato é servido com todos os ingredientes por 12 reais. O tradicional fica por R$ 10, com camarão sossego, e R$ 12, com camarão defumado.

Onde: Alameda das Bogaris, 333 - Cidade 2000

Funcionamento: de quarta a segunda-feira, das 17 às 23 horas

Mais informações: (85) 98198 7467

Cozinha do Acarajé

Localizado na Jovita Feitosa, o Cozinha do Acarajé oferece o acarajé tradicional (R$ 14,90), no prato (R$ 17,90) e o vegetariano (R$ 12). A casa também traz opções de acarajé com carne do sol por R$ 13 e R$ 14. Para compartilhar com amigos, o menu apresenta o Rodada de Amigos, com seis mini bolinhos com porções de recheio por R$ 29,90.

Onde: avenida Jovita Feitosa, 2444

Funcionamento: de domingo a domingo, das 18 às 23 horas.

Mais informações: (85) 2181 7074

O Mar Menino

O acarajé no Mar Menino é servido mensalmente, geralmente, na primeira terça-feira do mês. Nesse dia especial, a casa realiza o projeto AcaraJazz, em que se serve o acarajé tradicional (R$ 18) ao som do jazz, em setlist selecionado pelo DJ Marquinhos.

Onde: avenida Barão de Studart, 1043

Funcionamento: primeira terça-feira de cada mês, a partir das 19 horas

Mais informações: (85) 3039 5359

Acarajé da Pérola de Oyá

É na avenida Beira Mar onde a baiana Pérola vende seus acarajés de segunda a segunda. No ponto, o acarajé tradicional é servido por R$ 10 e a opção cortada no prato custa R$ 15.

Onde: avenida Beira Mar (aterro da Praia de Iracema, na lateral do Boteco Praia)

Funcionamento: de segunda a segunda, das 17 às 22 horas

Acarajé & Cia

No Acarajé & Cia, o tradicional custa R$ 11 e o acarajé cortado no prato com recheios custa R$ 18. O restaurante também oferece o kit de mini acarajés, com sete bolinhos e recheios distribuídos separadamente, por R$ 25. Além do acarajé, o espaço oferece abarás (versão do acarajé com o bolinho cozido), por R$ 11 e R$ 18.

Onde: rua Dr. José Lourenço, 2543 - Joaquim Távora

Mais informações: (85) 3246 2405

Funcionamento: domingo a domingo, 16 às 22 horas

Acarajé da Iêda

Durante as tardes, o cheiro característico da iguaria baiana se acumula na Praça do Ferreira. É o conhecido Acarajé da Iêda, servido da forma tradicional por R$ 10 e R$ 11 (com bebida).

Onde: esquina da Praça do Ferreira com Rua Floriano Peixoto, Centro

Funcionamento: de segunda a sábado, a partir de 12h30min

Humm Food’s

O recém-inaugurado restaurante oferece acarajé a partir das 14 horas da tarde. As opções são tradicional (R$ 11), cortado no prato (R$ 18) e o kit com sete mini acarajés (R$ 25). O estabelecimento também oferece abarás.

Onde: avenida Barão de Studart, 2445 - Joaquim Távora 

Funcionamento: de segunda a sábado; acarajé a partir das 14 horas (até 22h)

Abaeté Boteco

O Abaeté serve a iguaria de duas formas: tradicional (R$ 15) e a porção com seis mini acarajés e complementos (R$ 22). Às terças, o espaço recebe discotecagem de vinis do DJ Alan Moraes, com clássicos da música nordestina.

Onde: rua Castro Alves, 513 - Joaquim Távora

Funcionamento: terça a sábado, a partir das 18 horas

Gabrielle Zaranza