Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Johnny Hooker sobre sertanejo: "Como competir com caminhões de dinheiro?"

O cantor Johnny Hooker fez uma série de desabafos sobre o domínio do sertanejo na indústria musical e pediu por mais diversidade no meio

Em meio ao lançamento do novo álbum, intitulado "Orgia", Johnny Hooker desabafa sobre a indústria musical. No mês passado, o artista já tinha comentado sobre a dificuldade de pagar as contas com o dinheiro que ganha dos shows e agora ele reflete sobre o sertanejo após as polêmicas envolvendo dinheiro público e o cachê dos cantores do gênero.

"Fiz 5 shows abarrotados de gente em Abril. Mal deu pra pagar as contas do mês. Crianças não façam música", escreveu no Twitter em 2 de maio. "Invistam em TikTok e em aparecer em eventos! Ninguém gosta de música, as pessoas gostam de fofoca", completou. Em conversa com Zeca Camargo no Splash Entrevista, o cantor aprofundou sua insatisfação. Para ele, a pandemia fechou ainda mais portas para os artistas independentes.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Durante a pandemia teve um movimento muito grave. A gente que é artista independente teve que parar, mas o agro não parou, o capital não parou", declarou. "Quando eu olhei em volta, o espaço para o alternativo havia sumido. Sumiu. Como eu vou competir com caminhões de dinheiro? A gente fica desesperançoso. E tem que trazer esse questionamento ao público: É este o caminho? Desaparecer? Ver todo o resto ser engolido?", questionou.

No Twitter, Hooker também comentou sobre o escândalo dentro do sertanejo, quando foi revelado que prefeituras pagavam cachês com valores elevados a cantores do gênero. Alguns casos estão sendo investigados pelo Ministério Público. "'Como competir com caminhões de dinheiro?' Essa sempre foi uma das grandes perguntas que me fiz na minha carreira, só não tinha noção de que esses caminhões eram de dinheiro público", desabafou o artista.

Ele ainda ressalta que é preciso dar mais espaço a artistas independentes. Para ele, as pessoas ouvem o que são estimuladas a ouvir e não o que querem. Com isso, acabam ouvindo mais do mesmo e perdem a chance de ter acesso a novidades da indústria. Através desse pensamento, ele pede mais diversidade no meio musical.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar