Participamos do

Guerra: Peça de dissidente russo abre o Festival de Teatro de Avignon

"A programação deste trabalho foi decidida há dois anos, muito antes da invasão russa da Ucrânia", disse o diretor do evento
12:01 | Mar. 24, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Uma peça do diretor russo Kirill Serebrennikov, que não pode sair de Moscou, abrirá o Festival de Teatro de Avignon (sudeste da França) em julho, anunciaram os organizadores nesta quinta-feira, 24.

A peça de Serebrennikov será uma adaptação de "O Monge Negro", um conto pouco conhecido de Anton Chekhov. Será apresentada no pátio de honra do Palácio dos Papas, local emblemático do festival.

"Não sabemos no momento se ele poderá vir a Avignon. Claro que queremos ardentemente", disse à AFP o diretor do festival, Olivier Py. "A programação deste trabalho foi decidida há dois anos, muito antes da invasão russa da Ucrânia", disse.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Serebrennikov foi condenado em junho de 2020, por desvio de fundos, a três anos de prisão suspensa e uma proibição de saída do território. O festival acontecerá entre os dias 7 e 26 de julho. Serebrennikov, 52, é conhecido por suas criações controversas e pelo apoio à comunidade LGBTQIA+ na Rússia.

O artista apresentou uma versão preliminar da obra em Hamburgo em janeiro, após receber uma autorização inesperada para viajar para a Alemanha.

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar