Participamos do

Prêmio Jabuti 2021: "Sagatrissuinorana" é Livro do Ano; confira vencedores

Livro infantil de João Luiz Guimarães e Nelson Cruz foi o grande vencedor do evento promovido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL)
09:37 | Nov. 26, 2021
Autor João Gabriel Tréz
Foto do autor
João Gabriel Tréz Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

"Sagatrissuinorana" — uma releitura mineira da fábula dos Três Porquinhos, aliando homenagem ao escritor Guimarães Rosa (1908-1967) e uma metáfora do rompimento das barragens em Mariana e Brumadinho — foi escolhido como o Livro do Ano no 63º Prêmio Jabuti, entregue na noite desta quinta, 25, pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). O escritor Ignácio de Loyola Brandão foi o homenageado da noite. 

O vencedor tem texto de João Luiz Guimarães e ilustrações de Nelson Cruz. Ambos ganharam, além dos troféus, R$ 100 mil. O 63º Prêmio Jabuti teve cerimônia em formato digital, contemplando obras em 20 categorias diferentes, divididas em 4 eixos: Literatura, Não Ficção, Produção Editorial e Inovação. A escolha do Livro do Ano se deu entre as obras vencedoras dos Eixos Literatura e Não Ficção.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Sagatrissuinorana" foi também vencedora da categoria "Infantil" da premiação. Entre destaques de outras categorias, há a vitória póstuma da poeta Maria Lúcia Alvim (1932-2021) em "Poesia", com "Batendo pasto".  A autora faleceu em decorrência da covid-19 em fevereiro de 2021, aos 88 anos. 

Em "Romance Literário", triunfou o livro "O avesso da pele", de Jeferson Tenório. Carioca radicado no Rio Grande do Sul, o escritor traça na publicação um retrato sobre identidade e relações raciais a partir do luto de um filho que perdeu o pai.

No eixo de não-ficção, um dos destaques foi a vitória de "Ciência no cotidiano: viva a razão. Abaixo a ignorância!", escrito por Carlos Orsi e pela microbiologista e divulgadora científica Natalia Pasternak, na categoria "Ciências".

Já em "Biografia, Documentário e Reportagem", a vitória foi para o título "A república das milícias: Dos esquadrões da morte à era Bolsonaro", escrito por Bruno Paes Manso.

Confira a lista completa de vencedores:

Eixo: Literatura

Conto - "Flor de gume", de Monique Malcher (editora Jandaíra)

Crônica - "Histórias ao redor", de Flávio Carneiro (editora Cousa)

Histórias em Quadrinhos - "META: Depto. de Crimes Metalinguísticos", de André Freitas, Omar Viñole, Marcelo Saravá e Dayvison Manes (editora Zarabatana Books)

Infantil - "Sagatrissuinorana", de João Luiz Guimarães e Nelson Cruz (editora ÔZé)

Juvenil - "Amigas que se encontraram na história", de Amma e Angélica Kalil (editora Quintal Edições)

Poesia - "Batendo pasto", de Maria Lúcia Alvim (editora Relicário)

Romance de Entretenimento - "Corpos secos", de Marcelo Ferroni, Natalia Borges Polesso, Samir Machado de Machado e Luisa Geisler (editora Alfaguara)

Romance Literário - "O avesso da pele", de Jeferson Tenório (editora Companhia das Letras)

Eixo: Não Ficção

Artes - "Atlas Fotográfico da cidade de São Paulo e arredores" , de Tuca Vieira, Guilherme Wisnik e Henrique Siqueira (editora AYO)

Biografia, Documentário e Reportagem - "A república das milícias: Dos esquadrões da morte à era Bolsonaro", de Bruno Paes Manso (editora Todavia)

Ciências - "Ciência no cotidiano: viva a razão. Abaixo a ignorância!", de Carlos Orsi e Natalia Pasternak (editora Contexto)

Ciências Humanas - "Sobreviventes e Guerreiras", de Mary Del Priore (editora Planeta do Brasil)

Ciências Sociais - "A razão africana: breve história do pensamento africano contemporâneo", de Muryatan S. Barbosa (editora Todavia)

Economia Criativa - "Prato Firmeza Preto: Guia Gastronômico das Quebradas de SP", de Guilherme Petro, Jamile Santana, Milu Araujo e Amanda Rahra (editora Énois Inteligência Jovem)

Eixo: Produção Editorial

Capa - "Sul da fronteira, oeste do sol"; capistas: Ana Paula Hentges, Gabriela Heberle, Bruno Miguell Mendes Mesquita e Sabrina Gevaerd (editora Alfaguara)

Ilustração - "Carona"; ilustrador: Guilherme Karsten (editora Companhia das Letrinhas)

Projeto Gráfico - "O Médico e o Monstro"; responsável: Giovanna Cianelli (editora Antofágica)

Tradução - "Divã ocidento-oriental"; tradutor: Daniel Martineschen (editora Estação Liberdade)

Eixo: Inovação

Fomento à Leitura - "Slam Interescolar SP"; responsável: Emerson Alcalde (editora Emerson Alcalde)

Livro Brasileiro Publicado no Exterior - "Tupinilândia", de Samir Machado de Machado (editoras Editions Métailié, Todavia)

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags