Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Seminário virtual discute sobre as raízes da intolerância no Brasil

O seminário "Raízes da Intolerância no Brasil" acontece entre quinta-feira, 16, e sábado, 18. Evento é promovido pelo espaço Casa das Rosas
21:33 | Set. 14, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Quantas línguas desapareceram no Brasil durante o período colonial? Quantas delas foram proibidas e perderam sua força para dar lugar ao português? Em território brasileiro, ainda existem duzentas, mas são faladas por poucos grupos. A partir das reflexões sobre as causas da intolerância no país e a pouca disseminação de conhecimento acerca da diversidade linguística, o seminário “Raízes da Intolerância no Brasil” acontece entre quinta-feira, 16, e sábado, 18.

O evento, promovido pela antropóloga e escritora Deborah Goldemberg, acontece em formato virtual, no aplicativo Zoom. Inscrições podem ser realizadas até quarta-feira, 15, em plataforma on-line.

No primeiro dia, Ailton Krenak, líder indígena, ambientalista e escritor brasileiro, marca presença na mesa-redonda “O que o histórico das línguas que existiram e deixaram de existir no território que chamamos de Brasil nos diz sobre nós?”. Além disso, na mesma data, haverá uma discussão sobre como surgiram as línguas gerais.

Na sexta-feira, 17, pesquisadores debatem sobre dois temas: “Como morre uma língua?” e “Como uma língua tenta sobreviver, é revitalizada e até ressuscitada?”.

Já no último dia, o objetivo é dialogar sobre a influência do português no continente africano, além de refletir sobre os futuros possíveis. No dia, o escritor angolano Luís Kandjimbo é uma das presenças de destaque.

Os convidados foram escolhidos por Deborah Goldemberg, que buscou antropólogos, líderes indígenas e linguistas. Todos vivenciaram ou testemunharam o processo de resistência linguística no Brasil.

Programação completa

quinta-feira, 16
18 horas - Abertura
18h10min - Mesa “O que o histórico das línguas que existiram e deixaram de existir no território que chamamos de Brasil nos diz sobre nós?”, com Ailton Krenak, Tânia Clemente de Souza, José Alvez e mediação de Deborah Goldemberg
19h30min - Mesa “Como surgiram as línguas gerais e qual função elas cumpriram?”, com João Paulo Ribeiro, Zulmiro Vitor, José Bessa Freire, José de Souza Martins e mediação de Maria Silva Cintra Martins

sexta-feira, 17
18 horas - Reabertura do seminário
18h10min - Mesa “Como morre uma língua?”, com Charles Trocate, Sydney Possuelo e Marcelo Lemos e mediação de Marcelo Ariel
19h30min - Mesa “Como uma língua tenta sobreviver, é revitalizada e até ressuscitada?”, com Avelino Taurepang, Rosileide Barbosa, Denise Silva, Maisa Terena, Carmelita Lopes e mediação de Florêncio Vaz

sábado, 18
15 horas - Mesa “O legado português nos países africanos”, com Luís Kandjimbo, Paolino Soma, Joana Deus, Almudena Ferro e mediação de Kadine Teixeira
16h45min - Grande debate: “Por que somos tão intolerantes? Futuros possíveis”, com André Baniwa, Rosângela Morello, Diana Luz de Barros, Denise Silva e mediação de Marcelo Tápia
18 horas - Encerramento

Raízes da Intolerância no Brasil

Quando: entre quinta-feira, 16, e sábado, 18

Onde: na plataforma Zoom

Inscrições: clique aqui

Mais informações: no site da Casa das Rosas

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Capitu traiu ou não? Advogado mostra questões jurídicas em Machado de Assis

Código de Machado de Assis
19:06 | Set. 14, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Capitu traiu ou não Bentinho? Alguns críticos defendem que essa pergunta não é polêmica, mas leitores brasileiros se questionam sobre a traição da personagem desde o lançamento de “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, em 1899. Agora, o jornalista e advogado Miguel Matos lança nova luz ao questionamento em seu livro “Código de Machado de Assis”.

Nessa obra, o autor destaca as questões jurídicas que estão em várias obras do escritor brasileiro. De acordo com ele, há um possível código que está implícito no texto, o que confirmaria que Capitu traiu Bentinho.

O advogado, porém, não se limita a essa situação. Também traça panorama de outros momentos em que Machado de Assis se utilizou da linguagem jurídica para compor seus enredos.

Mostra, por exemplo, os vários momentos em que o escritor colocou advogados, desembargadores e bacharéis em suas histórias, além de outros personagens do âmbito.

Com uma obra dividida de forma similar a um código jurídico - capítulos, artigos e incisos -, Miguel de Matos retoma à discussão da traição de Capitu e revela outras questões que se relacionam ao meio jurídico.

O prefácio de “Código Machado de Assis” foi escrito por Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal. Já a apresentação é do político e escritor José Sarney.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Marcelo Serrado perde 15 mil seguidores após se posicionar contra Bolsonaro

Política
18:06 | Set. 14, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ator Marcelo Serrado afirma que perdeu quase 15 mil seguidores em uma semana após se posicionar contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Perdi semana passada quase 15 mil pessoas que me seguem porque disse que votei no professor e sou contra o coiso!”, escreveu em seu perfil no Twitter.

“Ufa, deu um alívio! Agora o que me espanta é que essas 15 mil ainda acreditam, como explicar?”, continuou. Um dia após o 7 de setembro, também disse: “Que bom que minhas redes sociais deram uma limpa, pois muita gente deixou de me seguir quando disse que sou contra o coiso. ‘Apesar de você, amanhã há de ser outro dia’”.

No Instagram, também publicou: “não apoio e nunca apoiei esse governo! Fora Bolsonaro! Você tem todo o direito de pensar ao contrário de mim e te respeito sempre por isso, pois como disseram uma vez: ‘Não concordo com uma só palavra do que dizes, mas defenderei até a morte o vosso direito de dizer’”.

Outra atriz que perdeu seguidores foi Fernanda Paes Leme. “Perdi mais de 20 mil seguidores no Instagram com um posicionamento ‘Fora Bolsonaro’. Não lamento que se foram, só fico impressionada que ainda haviam 20 mil pessoas me seguindo que apoiam esse desgoverno”, comentou.

Ela finalizou convidando as pessoas que têm seu mesmo pensamento político. “Inclusive se você também é FORA BOLSONARO me sigam para mais FORA BOLSONARO”, escreveu no Twitter.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Dragão do Mar: veja programação cultural da semana

Virtual e presencial
17:58 | Set. 14, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Centro Dragão do Mar traz uma programação cultural diária em formato presencial e virtual. Nesta semana, por exemplo, haverá a estreia do filme “Los Lobos”, na sala física do Cinema do Dragão.

O longa-metragem, dirigido por Samuel Kishi Leopo, acompanha dois irmãos que migram do México para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor. Max, de 8, e Leo, de 5, sempre são deixados sozinhos enquanto a mãe trabalha.

Quando ficam em casa sem supervisão de um adulto, eles criam um universo imaginário na expectativa de que um dia visitarão a Disney. No elenco, estão Martha Reyes Arias, Maximiliano Najar Marquez, Leonardo Najar Marquez, Cici Lau e Johnson T. Lau.

Também haverá exibições únicas das obras “O Som Ao Redor”, de Kleber Mendonça Filho, e “Mulholland Drive”, de David Lynch, em comemoração aos oito anos do Cinema do Dragão.

Para o público infantil, haverá a transmissão do espetáculo “Festa do Boi Vidança", com Companhia Vidança, no domingo, 19. O grupo artístico faz uma releitura dos festejos do Bumba Meu Boi e de outras manifestações da cultura popular brasileira.

Programação da semana

quarta-feira, 15
- Inscrições do curso “De-Curadoria”
Onde: no site do Dragão do Mar

quinta-feira, 16
- Estreia do filme “Los Lobos”
Onde: na sala física do Cinema do Dragão

- Estreias dos filmes “A Pequena Guerreira” e “O Falsificador”
Onde: na plataforma do Cinema Virtual

sexta-feira, 17
18 horas - Websérie "Ligações Perdidas: Releituras do Acervo MAC Dragão"
Onde: no IGTV do MAC Dragão (@macdragao)

sábado, 18
20 horas - Retrospectiva Cinema do Dragão 8 anos: “O Som ao Redor”
Onde: na sala física do Cinema do Dragão

domingo, 19
17 horas - “Festa do Boi Vidança", com Companhia Vidança
Onde: no canal do YouTube do Dragão do Mar

20 horas - Retrospectiva Cinema do Dragão 8 anos: “Mulholland Drive”
Onde: na sala do Cinema do Dragão

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

História da atriz Daniella Perez se tornará série da HBO Max

Documentário
15:50 | Set. 14, 2021
Autor Clara Menezes
Foto do autor
Clara Menezes Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A HBO Max, nova plataforma de streaming no Brasil, planeja uma série documental sobre o caso da atriz Daniella Perez (1970 - 1992). De acordo com informações divulgadas por Mônica Bergamo, colunista da “Folha de S. Paulo”, a produção terá cinco episódios e está prevista para lançar no próximo ano.

O conteúdo, dirigido e roteirizado por Tatiana Issa e Guto Barra, trará depoimentos de sua mãe Gloria Perez, além de amigos, pessoas próximas e familiares.

Daniella Perez trabalhava na telenovela “De Corpo e Alma”, exibida pela Rede Globo, quando foi assassinada pelo parceiro de tela Guilherme de Pádua. Na trama, seus personagens faziam um par romântico. A esposa do ator, Paula Thomaz, também foi condenada.

O crime, divulgado pela primeira vez um dia depois da renúncia do presidente Fernando Collor de Mello, chocou os brasileiros na época.

Após o assassinato, a atriz Gloria Perez, mãe de Daniella, conduziu a novela em que a filha trabalhava. Durante a narrativa, ela expôs os problemas da lentidão dos processos judiciais no Brasil.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Dedé Santana afirma não ser milionário como Didi: "ele é arquimilionário"

celebridades
15:45 | Set. 14, 2021
Autor Ana Flávia Marques
Foto do autor
Ana Flávia Marques Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Aos 85 anos, Dedé Santana tem uma carreira marcante na TV e no cinema, incluindo grandes sucessos de bilheteria. Apesar dos quase 60 anos de trabalho, ele garante que não ficou milionário, diferente do seu parceiro de "Os Trapalhões", Renato Aragão.

O artista afirmou que nunca se importou com o valor que recebia, seja como ator ou como diretor. Para ele, o que realmente importante é a qualidade do trabalho oferecido. "Eu sou esse tipo de artista. Você me convida para um trabalho e eu não quero saber quanto eu vou ganhar. Eu podia estar milionário como o Didi. Ele é arquimilionário, na verdade", disse em sua participação no podcast "No Flow".

"Para mim, arquimilionário é quem tem no mínimo 30 milhões no banco. Não é o meu caso. Primeiro, eu perguntava o que eu ia fazer, se eu ia gostar ou não. Depois, eu queria saber quanto eu ia ganhar", explicou.

Apesar de os dois serem amigos atualmente, Dedé revela que no passado a relação não era tão fácil. "A gente brigava muito, mas muito mesmo, mas sempre por causa de trabalho. E, na maioria das vezes, ele estava certo. Renato é muito inteligente", afirmou.

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Confira o podcast clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags