PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

Selton Mello volta às novelas em produção inédita da TV Globo

Também integram o elenco Alexandre Nero, Mariana Ximenes e Letícia Sabatella

14:56 | 27/07/2021
"Nos Tempos do Imperador" estreia dia 9 de agosto (Foto: Divulgação/TV Globo/João Miguel Jr)

Após reprises, as novelas ganharam continuidade em 2021 e agora a TV Globo estreia a primeira produção inédita desde o início da pandemia. "Nos Tempos do Imperador", de Thereza Falcão e Alessandro Marson, vai ao ar no dia 9 de agosto, e contará a história de Dom Pedro II.

O protagonista será interpretado por Selton Mello, fazendo sua primeira aparição em novela após 21 anos longe das produções. A trama pretende apresentar Dom Pedro II como um grande líder do País e por isso foi escolhido Selton Mello para interpretar o personagem, segundo Thereza Falcão.

Leia também | Disney Plus: Veja os lançamentos de filmes e séries em agosto

"Ele era muito querido, foi eleito o maior brasileiro de todos os tempos com toda razão. A gente escolheu destacar a relação dele com ensino, cultura, patrocínio à ciência. Estamos carentes de um líder que pense no Brasil", afirmou a autora.

Selton Mello se identifica com o papel e está animado pela volta às novelas. “Eu também comecei criança e de alguma forma, me identifico com esse cara (D. Pedro I). Admiro muito quem faz muita novela. É insano o trabalho. Trinta cenas por dia. Isso é muito bom. É a minha escola, foi onde eu comecei. Estou voltando pra esse lugar. Me agrada bastante essa maratona”, diz.

Leia também | Fadinhas e Kelvins da ficção: filmes e séries para quem ama skate

Ambientada entre 1856 e 1870, a novela se propõe a abordar temas como racismo e a luta do povo negro. "A gente queria trazer personagens negros que não fossem escravizados como a gente costuma ver. Veremos personagens negros complexos, livres, fazendo sua procura pela abolição. A abolição não é resultado de uma canetada", conta Thereza Falcão.

Dani Ornellas e Rogério Brito interpretam Cândida e Dom Olu, os reis da Pequena África, na trama. "Fazer a Cândida é a oportunidade de ficar perdida em meio a histórias que são minhas e não foram contadas a mim. Poder falar dela é dar voz a histórias que não estão nos livros", acredita Dani. "Precisamos ter consciência de onde viemos para sabermos para onde vamos", completa Rogério.

Leia também | Por menos de R$ 55,90: conheça planos de outros streamings além da Netflix

Alexandre Nero também integra a novela interpretando o vilão Tonico, futuro candidato a deputado na Bahia e que representa o pior lado possível dos brasileiros. "É um personagem ficcional, mas é assustadoramente real. Não tenho como defender de forma alguma. Ele é a personificação do mal. Não adianta olhar só pra fora, ele também está em cada um de nós. Nós fomos criados dessa forma. O país é racista, escravocrata. Ele fala coisas absurdas", diz Nero.

Outros personagens históricos que fazem parte do elenco são a condessa de Barral, interpretada por Mariana Ximenes, e a imperatriz Teresa Cristina, personagem de Letícia Sabatella. Outros nomes presentes na produção são Gabriela Medvedovski, Michel Gomes, José Dumont, Daphne Bozaski e Heslaine Vieira.

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.