PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

Com exibição gratuita, espetáculo recorda o período da Ditadura Militar brasileira

O espetáculo "O ano que não acabou", do Grupo Expressões Humanas e direção de Herê Aquino, será exibido nesta quarta-feira, 31, às 19 horas, no Youtube

18:02 | 29/03/2021
Espetáculo 'O ano que não acabou' será exibido na quarta-feira, 31 de março, às 19 horas (Foto: Creston Filho)
Espetáculo 'O ano que não acabou' será exibido na quarta-feira, 31 de março, às 19 horas (Foto: Creston Filho)

Uma mãe confina sua própria vida no quarto de seu filho após ele ser preso, torturado e desaparecer nos porões da Ditadura Militar brasileira (1964 - 1985). O jovem revolucionário some sem deixar mais informações, e a mulher precisa enfrentar a dor de uma perda drástica. O espetáculo “O ano que não acabou” apresenta apenas uma experiência, mas reverbera na realidade enfrentada por milhares de outras pessoas.

A obra será exibida gratuitamente nesta quarta-feira, 31 de março, às 19 horas, no canal do Youtube do Grupo Expressões Humanas. A partir de cenas entrecortadas, o conteúdo teatral realiza uma crítica à repressão que aconteceu no período e traça um paralelo com a atual conjunta política. Depois da transmissão, haverá uma roda de conversa com participantes do espetáculo.

Leia também | Artista cearense Faela Maya conquista internet com webnovela "Pobreza Brasil"

O projeto faz parte da programação “#HereAquinoMundo”, que resgata a memória e homenageia o trabalho da diretora teatral cearense, Herê Aquino. Nas semanas anteriores, a iniciativa exibiu “Putz, a menina que buscava o Sol” e “Iandé Tekoha”, que estão disponíveis em formato gratuito e on-line até o fim de abril. “O ano que não acabou” será a última exibição.

Até o final do próximo mês, o público ainda poderá conferir a estreia dos trabalhos da encenadora, "Des-Amor-Daçar", da Cia Prisma de Artes, e "Das que ousaram desobedecer", da Cia Bravia. As datas serão divulgadas posteriormente.

Leia também | Documentário dirigido por cineasta do Jangurussu celebra história de projeto social do bairro

Também haverá a publicação do livro “Diário de Bordo, um estudo sobre processos teatrais”, que reúne textos de artistas com quem Herê trabalhou em montagens recentes. Entre os nomes que assinam os escritos, estão Marina Brito, Rogério Mesquita, Lara Leôncio, Klebson Alberto, Wallace Rios, Marina Brizeno e Liliana Brizeno.

“#HereAquinoMundo” conta com apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE), por meio da Lei Aldir Blanc.

Leia também | Lançamentos da Disney: veja atualizações nas estreias dos próximos filmes

O ano que não acabou

Quando: quarta-feira, 31 de março, às 19 horas
Onde: no canal do Youtube Grupo Expressões Humanas

Acompanhe ainda

Sindimuce faz campanha para os músicos cearenses.