PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

Mostra virtual debate novas possibilidades artísticas durante a pandemia

"Mostra Pandêmica: Encontros Formativos Sobre Criação Online" une experiências de profissionais renomados para abordar novos formatos de criação artística

17:08 | 26/02/2021
Maurício Lima e Juracy de Oliveira atuam como diretores artísticos da Mostra Pandêmica.
 (Foto: Divulgação)
Maurício Lima e Juracy de Oliveira atuam como diretores artísticos da Mostra Pandêmica. (Foto: Divulgação)

Há quase um ano, a classe artística luta contra as consequências causadas pela pandemia. A falta de recursos para as produções e a proibição de eventos com público agravam a desvalorização já recorrente na área. Os artistas, então, enfrentam processos para contornar a dificuldade e seguir firme no meio. A “Mostra Pandêmica: Encontros Formativos Sobre Criação Online”, que acontece virtualmente entre os dias 1º e 6 de março, nasceu como uma resposta na busca de novos percursos artísticos em tempos incertos.

Leia também | Conheça Rachel Gadelha, nova gestora do Instituto Dragão do Mar de Cultura

O projeto é fruto da união de forças alcançada pelo Pandêmica Coletivo Temporário de Criação, uma “aglomeração online” composta por diversos artistas do País para desenvolver e expor seus trabalhos. "A gente se viu como uma plataforma de grupos e ideias com artistas do País inteiro que procuravam a gente, precisando de um impulso nas suas criações", explica o ator, diretor, e um dos idealizadores do Coletivo, Juracy Oliveira.

A "Mostra Pandêmica" estreia em 2021 com a necessidade de “discutir e repensar sobre o que a gente fez até aqui para criar ideias de futuro ", acrescenta Juracy, que também exerce o papel de diretor criativo no projeto, ao lado de Maurício Lima. A programação é composta por seis encontros performativos, encabeçados por 18 artistas convidados, que se revezam para discutir sobre atuação, direção, dramaturgia, direção musical, dança e produção. Os encontros são gratuitos e abertos ao público.

Leia também | Coletânea "Os Trapalhões" está disponível de graça na NetMovies

Juracy é cearense, natural de Fortaleza, e foi estudar no Rio de Janeiro em 2012. Na “cidade maravilhosa”, se formou em teatro na Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Penna, a primeira escola pública de teatro do Brasil, criada em 1908. Somou participação ativa na atuação, produção e direção durante sua estadia tanto no Rio, quanto no Ceará. Em 2020, embarcou no desafio de pesquisar, refletir e documentar criações teatrais, audiovisuais e virtuais por meio do Pandêmica.

Aglomeração virtual

A primeira experiência virtual do Coletivo foi "12 pessoas com raiva", que reuniu artistas de Natal, Rio de Janeiro e São Paulo. Desde a data de estreia, 16 de maio de 2020, contam-se mais de vinte exibições e a agenda está movimentada até abril deste ano. Além desta, as produções "De Passagem ou Que Ano Louco 2020", com texto do Rafael Martins, do grupo Bagaceira de Teatro, de Fortaleza, e "Discurso Sobre Nada", com performance da cearense Alda Pessoa, continuam em apresentação.

A experiência "12 pessoas com raiva" continuará com exibição virtual em 2021.
Foto: Divulgação/Instagram
A experiência "12 pessoas com raiva" continuará com exibição virtual em 2021.

Segundo o diretor, o movimento e as dificuldades que perpassam a criação online reconfigurou o fazer artístico, já que os profissionais tiveram que se debruçar sobre novas tecnologias e plataformas. A investigação dos métodos individuais de cada participante foi pontual para a criação da Mostra. “Saber sobre os artistas, como foram as sensações, como eles adequaram seu dia-a-dia, o que eles viram de interessante e o que eles acham que merece ser compartilhado (...) A ideia é que sirva [a Mostra Pandêmica] como um documento dessa fase difícil, mas de muita resistência”, continua o diretor. O projeto ficará salvo, e, futuramente, serão adicionadas legendas para melhorar a acessibilidade.

Leia também | Confira dicas de programação cultura para o fim de semana

A “Mostra Pandêmica”, de acordo com Juracy, foi realizada com recursos da Lei Aldir Blanc, durante o prazo emergencial em 2020. Com a incerteza da pandemia e a falta de fomentos artísticos, o artista acredita que o pior para a classe ainda virá. “A gente vai ter que se redescobrir”, aponta o ator ao pensar em novas formas de manter a arte viva e ativa em condições pandêmicas.

Serviço

"Mostra Pandêmica: Encontros Formativos Sobre Criação Online"
Quando: de 1º a 6 de março, às 19 horas
Onde: no canal no Youtube do Pandêmica Coletivo de Criação
Mais informações: pelo perfil do Pandêmica no Instagram 

Programação completa

Segunda-feira

Encontro 1: Dramaturgia com Marcio Abreu, Tainah Longras e Henrique Fontes
Quando: Segunda-feira, 1º, às 19 horas

Terça-feira

Encontro 2: Direção com Fabiano de Freitas, Natasha Corbelino e Flavia Teixeira
Quando: Terça-feira, 2, às 19 horas

Quarta-feira

Encontro 3: Dança com Mariana Pimentel, Laís Castro e João Paulo Lima
Quando: Quarta-feira, 3, às 19 horas

Quinta-feira

Encontro 4: Direção Musical com Josyara, Felipe Storino e Daniele Avila Small
Quando: Quinta-feira, 4, às 19 horas

Sexta-feira

Encontro 5: Produção com Paulo Mattos, Nely Coelho e Raquel Parras
Quando: Sexta-feira, 5, às 19 horas

Sábado

Encontro 6: Atuação com Maria Lucas, Tatiana Henrique e Mariana Queiroz
Quando: Sábado, 6, às 19 horas