PUBLICIDADE
Vida & Arte
NOTÍCIA

Conheça Rachel Gadelha, nova gestora do Instituto Dragão do Mar de Cultura

A nova gestora do IDM ocupará o cargo que, até o mês passado, foi exercido pelo antropólogo Paulo Linhares. Rachel Gadelha, também antropóloga, chega com o desafio de modernizar a gestão da rede de equipamentos da Secretaria da Cultura do Ceará

Demitri Túlio
15:25 | 25/02/2021

A gestora cultural Rachel Gadelha será a nova diretora-presidenta do Instituto Dragão do Mar (IDM), órgão da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult). Até a próxima segunda-feira, 1/3, o nome de Rachel será submetido e referendado pelo Conselho de Administração do IDM. A informação foi confirmada ao O POVO por Fabiano Piúba, secretário da pasta no governo cearense. 

Rachel Gadelha assumirá a presidência da mais importante instituição da Secult no lugar do antropólogo Paulo Linhares. Ele foi exonerado depois de sete anos no cargo, no mês passado, como O POVO noticiou com exclusividade. Atualmente, Rachel é  diretora de Articulação Institucional do IDM e gestora do Cineteatro São Luiz.

A nova presidente, que é mestra em Políticas Públicas e Sociedade pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), terá o desafio de "modernizar a gestão do IDM, na qualificação e fortalecimento da Rede Integrada dos Equipamentos Secult, no que toca ao conceito, programa, custeio, manutenção, programação e gestão", segundo comunicado assinado pelo secretário Fabiano Piúba.

Na carta pública, Fabiano Piúba afirma que entre "as prioridades estabelecidas pelo governador Camilo Santana" - que terá mais um ano e dez meses à frente do Estado - está a necessidade de "estruturar a Rede de equipamentos da Secretaria da Cultura". 

No guarda-chuva da administração do IDM estão equipamentos como o Centro Cultural Bom Jardim, a Escola Porto Iracema das Artes, o Museu de Arte Contemporânea, Biblioteca Pública, a Escola de Gastronomia, os cinemas e o teatro do Dragão do Mar.   

A jornalista Bete Jaguaribe, que assumiu interinamente o IDM desde a saída de Paulo Linhares, continuará na gestão da Escola Porto Iracema das Artes. 

Além de antropóloga formada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a nova diretora-presidente do IDM é master em Gestão Cultural pela Universidade de Barcelona ( 2005 ). Ela foi diretora da Via de Comunicação (1997 a 2015), empresa idealizadora e realizadora do Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga, onde atuou nas áreas de produção e organização de projetos culturais cearenses.

Rachel Gadelha é autora do livro “Produção Cultural: conformações, configurações e paradoxos”, publicado em 2015, pelo Armazém da Cultura e Secretaria da Cultura do Ceará. Ela também é professora de cursos e disciplinas na área de produção e gestão cultural em universidades e instituições de ensino a exemplo da Universidade de Fortaleza e o Itaú Cultural.

 

A CARTA, NA ÍNTEGRA, DA SECULT

Diante das últimas mudanças ocorridas, informo que estamos submetendo ao Conselho de Administração do Instituto Dragão do Mar, o nome de Rachel Gadelha como a nova diretora-presidenta da instituição.

É do nosso conhecimento, mas vale destacar que Rachel Gadelha é diretora de Articulação Institucional do IDM e gestora do Cineteatro São Luiz. Também é Master en Gestión Cultural pela Universidade de Barcelona (2005) e Políticas Públicas e Gestão Cultural pelo Itaú Cultural e Universidade de Girona (2017). Também é Mestre em Políticas Públicas e Sociedade na Universidade Estadual do Ceará (UECE), graduada em Antropologia na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP-SP) e com pós-graduação em Organização de Eventos pela Universidade Estadual do Ceará (2000). Foi diretora da Via de Comunicação (1997 a 2015), empresa idealizadora e realizadora do Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga.

O Ceará é extremamente grato ao Paulo Linhares pela função que assumiu como diretor-presidente ao longo dos últimos 07 anos do IDM, inserindo a O.S no contexto nacional no que toca a um pensamento sofisticado de políticas culturais e com ações inovadoras no campo das artes e da formação. Não podemos perder esse legado.

Por oportuno, agradecemos a Bete Jaguaribe, protagonista também nesse pensamento e processo, fazendo da gestão da Escola Porto Iracema das Artes uma referência e parâmetro nacional na formação artística. Ela segue conosco à frente dessa Escola maravilhosa, que traz em seu batismo, o nome de Iracema, mulher e mãe de [email protected] cearenses.

Desde a saída de Paulo Linhares, a Bete assumiu interinamente a presidência do IDM e vem cumprindo um papel de eficiência como muita dedicação, rigor e competência para o processo de transição em que nos encontramos. Muito obrigado, professora querida. Esse agradecimento se estende a Roberto Freire, como diretor Administrativo e Financeiro do IDM.

Ao longo dos próximos dias iremos realizar um conjunto de reuniões de trabalho com vistas ao nosso planejamento 2021/2022.

Nossa atenção se concentra na modernização da gestão do IDM, na qualificação e fortalecimento da Rede Integrada dos Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, no que toca ao conceito, programa, custeio, manutenção, programação e gestão. Dentre as prioridades estabelecidas pelo Governador Camilo Santana, esta Rede deve ser estruturada, qualificada e fortalecida como um legado importante de seu Governo. O êxito dessa meta é de corresponsabilidade e compromisso de cada um, cada uma de nós.

Creio que o ambiente é muito favorável para uma construção coletiva e colaborativa entre a Secult e o IDM em torno da gestão dos equipamentos e das políticas culturais em nosso estado, compreendo o acúmulo e o percurso até aqui, mas também mirando o presente (temos pouco menos de 02 anos) e o futuro das duas instituições parceiras.

Seja bem-vinda, Rachel! Você assume um grande desafio político, institucional e de gestão pública na primeira O.S de Cultura do país e principal parceira da Secult. Vamos ao trabalho!

Grato pela atenção.
Abraços,
Fabiano dos Santos Piúba
Secretário da Cultura do Estado do Ceará

 

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO

Leia Mais - Conselho definirá substituto de Paulo Linhares

Leia Mais - Novo diretor do Dragão sairá em duas semanas

Leia mais - Paulo Linhares deixa Instituto Dragão do Mar e assume Observatório de Fortaleza