PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Filmes cearenses recebem prêmios no festival de cinema Guarnicê

Os cearenses vencedores no 43° Festival Guarnicê de Cinema foram "Soldados da Borracha", de Wolney Oliveira, e "Sertânia", de Geraldo Sarno

17:19 | 28/10/2020
"Sertânia", dirigido por Geraldo Sarno e produzido por Bárbara Cariry, ganhou cinco prêmios no 43° Festival Guarnicê de Cinema (Foto: Miguel Vassy/ Divulgação)

À beira da morte, Antão percorre várias alucinações por suas memórias de infância no interior da Bahia durante o início do século XX. Essa história do filme “Sertânia”, de Geraldo Sarno, rendeu cinco prêmios no 43° Festival Guarnicê de Cinema, que teve sua edição em formato virtual devido à pandemia do coronavírus. Entre as categorias, estavam algumas das principais, como “melhor longa-metragem”, “melhor direção” e “melhor direção de fotografia”.

A obra é o resultado de um intercâmbio entre vários nordestinos. O diretor é baiano, e as gravações foram feitas em Milagres, Brumados e Vitória da Conquista. Mas a produção ficou sob responsabilidade da cearense Cariri Filmes. “Esse é um projeto que já caminhava há anos com Geraldo Sarno. Então, ele apresentou o trabalho para o amigo e cineasta Rosemberg Cariry. E isso nos interessou”, comenta a produtora executiva Bárbara Cariry.

No enredo, o personagem principal (Vertin Moura) revive as lembranças da perda do pai e seu envolvimento com o bando do cangaceiro Jesuíno. Nos delírios contínuos, chega até a conversar com o coronel Delmiro Gouveia (Lourinelson Vladmir) no reino dos mortos. Por causa de suas interpretações, Vertin Moura e Lourinelson Vladmir venceram em “melhor ator” e “melhor ator coadjuvante”, respectivamente.

 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 

A post shared by Festival Guarnicê De Cinema (@guarnicecinema) on

“Depois que chegou a pandemia, o filme foi se adaptando aos festivais on-line. Estamos muito feliz com essa recepção maravilhosa na premiação. Estamos felizes de conseguir caminhar com o longa mesmo com essa loucura que vivemos agora”, afirma Bárbara Cariry. Segundo ela, o objetivo é lançar “Sertânia” comercialmente, nos cinemas, a partir de dezembro. Entretanto, ainda não há confirmação, principalmente, por causa das incertezas do atual contexto.

Leia também | A Cariri no Brasil

Outra obra cearense também recebeu destaque no evento. “Soldados da Borracha”, dirigido por Wolney Oliveira, ganhou em “melhor roteiro” e “melhor trilha sonora original’. Exibido pela primeira vez em 2019, o documentário conta a história dos milhares de brasileiros, entre eles, nordestinos, que foram enviados à Amazônia para extrair látex durante a 2ª Guerra Mundial.

A demanda, feita pelo governo brasileiro, tinha o objetivo de exportar a borracha coletada para os Estados Unidos. De acordo com as autoridades, as pessoas que participassem receberiam honrarias semelhantes a dos militares. Porém, não foi o que aconteceu: milhares morreram durante a empreitada, e seus familiares não tiveram o que foi prometido. Após quase oito décadas, vários dos sobreviventes permanecem pobres.

Leia também | Documentário cearense "Soldados da Borracha" ganha dois prêmios na 9ª Mostra Ecofalante

Esse caso interessou Wolney Oliveira pela primeira vez quando conversava com a amiga Ariadne Araújo, que era responsável por uma reportagem especial do O Povo sobre o assunto em 1998. Ele teve acesso a várias informações e, com isso, produziu um curta-metragem. Somente anos depois, adaptou para um longa. “É uma história que ninguém conhece. O filme veio mostrá-la para o mundo. Sou um apaixonado por essa causa e acho que o meu trabalho colaborou para que essa história ficasse mais conhecida”, indica o diretor.

Nos período dedicado a essa história, também realizou o projeto “Soldados da Borracha: Os Heróis Esquecidos”. O livro, que foi lançado no Espaço O POVO de Cultura & Arte, conta com textos da jornalista Ariadne Araújo e do historiador Marcos Vinícius Neves.

Categorias vencedoras

“Sertânia”, de Geraldo Sarno
Melhor Longa Metragem
Melhor Direção
Melhor Direção de Fotografia
Melhor Ator
Melhor Ator Coadjuvante

“Soldados da Borracha”, de Wolney Oliveira
Melhor Roteiro
Melhor Trilha Sonora Original

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.