PUBLICIDADE
Noticia

Morte de Pedro Bandeira: Geraldo Amâncio presta homenagem ao príncipe dos poetas populares

Poeta, cordelista e cantador faz homenagem póstuma a seu amigo Pedro Bandeira, conhecido como príncipe dos poetas populares, que faleceu nesta segunda-feira, 24

18:42 | 24/08/2020
Geraldo Amancio (Foto: Divulgação)
Geraldo Amancio (Foto: Divulgação)

Conhecido como príncipe dos poetas populares do Nordeste, o mestre da cultura Pedro Bandeira morreu nesta segunda-feira, 24, em Juazeiro do Norte. Em homenagem, ao amigo, o também poeta Geraldo Amâncio escreveu poesia para celebrar a vida do artista.

Confira a obra:

Com Pedro Bandeira, morre o maior encanto da cantoria

"O Príncipe da cantoria
A poesia perdeu,
O telefone tocou,
Minha alma estremeceu,
O Dr. Paulo Quezado
Me disse penalizado:
Pedro Bandeira morreu.

Pedro botava na voz
A mais doce melodia,
Botou arte no repente
Assumiu a primazia,
Não houve vate melhor,
Com ele morre o maior
Encanto da Cantoria.

Logo aos dezessete anos
Pedro a cantar se dispõs,
Cantou por mais de seis décadas,
Morreu com oitenta e dois,
Foi gênio igual ao avô,
A lacuna que deixou
Ninguém preenche depois.

Foi quem mais escreveu sobre
Padre Cícero Romão,
Cantou pra o papa João Paulo
E entregou na sua mão um poema com carinho,
Pedindo pra o meu padrinho
Sua canonização.

De todos os cantadores
Foi quem mais cantou bonito,
Eu fui seu imitador
Nunca neguei, admito,
Ele mais inteligente,
Não imitei no repente
Mas na arte ainda imito.

"Bandeira canta no Céu"
É um poema completo,
Ele fez em homenagem
Ao seu avô predileto,
Bandeira com os versos seus
No Paraíso de Deus,
Vai fazer dupla com o neto.

De todos os cantadores,
Pedro foi o mais querido.
Inspirado e carismático,
Comentado e aplaudido.
Pelo dom que Deus lhe deu
Tudo quanto recebeu,
Foi mais do que merecido.

O que Pedro fez cantando
Outro cantador não faz,
Ainda mesmo que existam
Repentistas geniais,
Nesta Pátria brasileira,
Um outro Pedro Bandeira
Não vai surgir nunca mais."

Geraldo Amancio Pereira. Fortaleza, 24, de agosto, de 2020