PUBLICIDADE
Noticia

Confira dicas para aproveitar bem o Dia Nacional do Livro Infantil

Período de reclusão das famílias durante é uma oportunidade de reestabelecer hábitos de leitura entre as crianças. No Dia Nacional do Livro Infantil, conheça alguns títulos para apresentar para crianças de diferentes idades

Ivig Freitas
17/04/2020 18:55:17
O livro Chapeuzinho Encarnado é indicado para crianças na faixa etária de 3 a 6 anos
O livro Chapeuzinho Encarnado é indicado para crianças na faixa etária de 3 a 6 anos (Foto: divulgação)

Celebrado neste sábado, 18, o Dia Nacional do Livro Infantil homenageia o nascimento do escritor brasileiro Monteiro Lobato, autor de clássicos da literatura brasileira como "O Picapau Amarelo" e "Reinações de Narizinho". A data, que desta vez é comemorada dentro da realidade do isolamento social, abre uma reflexão sobre as possibilidades de incentivo à leitura desde os primeiros anos de vida - não só como uma forma de desenvolvimento pessoal e intelectual, mas alternativa de enfrentamento ao isolamento social e de aproximação entre pais e filhos com o maior tempo de convívio doméstico.

"A relação com o livro deve ser estimulada desde cedo, mesmo com os bebês, pois nessa fase mais importante não é que a criança entenda a história, mas estabelecer vínculo de afeto com a família", explica a pedagoga Viviane Paiva. Ela destaca, ainda, que a leitura é um importante aliado para evitar o estresse das crianças durante a pandemia. "A imersão no universo literário alimenta o faz de conta, o lúdico, o fantástico. Isso tudo favorece não apenas seu desenvolvimento cognitivo, mas também seu equilíbrio emocional", completa.

Como explica Viviane, é importante que os pais possam oferecer histórias que acompanhem o desenvolvimento cognitivo e social da criança. "Dos dois aos cinco anos, em que aparece a linguagem, as crianças são movidas pela fantasia. Os contos de fadas são bem interessantes para esse período", explica. Com a chegada da idade dos porquês, entre os quatro e oito anos, é hora de envolver as crianças na história e estimular sua expressão oral com as fábulas, por exemplo. "Para as crianças de sete até doze anos, que fazem mais uso das palavras, tem mais tempo de concentração, indico as lendas do nosso folclore e livros que incentivam o desenvolvimento da curiosidade e da criticidade", conclui.

 

De 0 a 3 anos

Os livros-brinquedo, como os livros de pano, cartonados, com abas, com recursos sonoros, táteis e visuais podem começar a fazer parte de momentos de brincadeiras.

Outras indicações:

Gato Preto, Gata Branca

De Silvia Borando

Ed. Carochinha

Uma lagarta muito comilona

De Eric Carle

Ed. Callis

De 3 a 6 anos

Nesta fase, o combustível da criança é a fantasia, por isso ela tem maior interesse em ouvir histórias. Contos de fadas são interessantes para esse período, como Os três porquinhos, Chapeuzinho Vermelho, O patinho feio, em que há a resolução de conflitos.

Outras indicações:

A menina da cabeça quadrada

De Emília Nuñez e Bruna Assis Brasil

Ed. Tibi

Pedro e Lua

De Odilon Moraes

Ed. Jujuba

Chapeuzinho Encarnado

De Guabiras

Ed. Dummar

De 6 a 8 anos

Na famosa "idade dos porquês" vale incentivar a leitura de contos mais complexos ou fábulas, como A cigarra e a formiga, e Chapeuzinho Amarelo, de Chico Buarque, em que as crianças podem dramatizar, descrever personagens, mudar o final da história. Nessa fase, o processo de alfabetização se dá de maneira mais intensa, propiciando as primeiras leituras autônomas.

Outras indicações:

O menino que tinha medo de errar

De Andrea Viviana Taubman e Camila Carrosine

Ed. Zit

Clara Cabelo Laranja

De Fabiana Gutierrez e Carla Douglass - Ed. Cria

A princesinha medrosa

De Odilon Moraes

Ed. Jujuba

De 9 a 12 anos

Para crianças de até 12 anos que fazem mais uso das palavras e têm mais tempo de concentração, são indicadas as lendas do nosso folclore. Há também clássicos como As reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato. Com essas leituras é possível incentivar desenvolvimento de seres curiosos, críticos e que respeitam a diversidade. O interesse por conteúdos mais complexos com diferentes abordagens, mas com a presença de desafios, questões e mistérios, passam a ser mais atrativos.

 

Outras indicações:

A casa dos pequenos cientistas

de Joachim Hecker

Ed. WMF

Os Caras Malvados

de Aaron Blabey

Ed. Saber e Ler

Opções digitais e gratuitas:

Domínio Público

A plataforma contém cerca de 250 livros infantis em PDF com acesso livre na biblioteca digital.

Espaço de Leitura

O site combina aprendizagem, jogos e narrações de contos, além de um material de apoio para o adulto ampliar os contextos de interação com a criança.

Kidsbook - Itaú Criança

A plataforma online reúne atualmente 13 livros infantis digitais escritos por Conceição Evaristo, Luis Fernando Verissimo, entre outros.