PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Baixista irreverente do Rock in Rio, Júnior Bass Groovador faz show em Fortaleza

Com show em Fortaleza neste sábado, 5, no Floresta Bar, o baixista falou ao O POVO sobre seu início na música, o sucesso nas redes sociais e a repercussão da apresentação no Rock in Rio ao lado de Jack Black

04/10/2019 17:06:18
Júnior Bass Groovador no camarim que ganhou em sua participação no Rock in Rio
Júnior Bass Groovador no camarim que ganhou em sua participação no Rock in Rio(Foto: Instagram/@junior_groovador)

Cheio de energia, bordões e muita positividade. Esta é aura transmitida por este nordestino alto astral de Natal, no Rio Grande do Norte, que conseguiu despertar atenção e carinho de músicos como Jack Black, vocalista da banda Tenacious D, e Dave Grohl, líder do Foo Fighters, com suas versões de clássicos do rock em ritmo de forró. O Groovador faz sucesso com sua forma irreverente de tocar o baixo e dançar ao mesmo tempo. Júnior Bass Groovador nasceu José Edilson Firmino Silva Júnior. "Sou filho de pessoas humildes, simples, que batalham para vencer na vida”, conta o orgulhoso potiguar. O nome artístico surgiu no decorrer dos anos. Amigos e fãs o intitularam de tanto ouvirem o baixista convidar a todos para ‘groovar’. “Eu chamava a galera de grooveiros e grooveiras, e eles me batizaram”, explica.

Jack Black e Júnior Bass Groovador trocaram contatos após show no Rock in Rio
Jack Black e Júnior Bass Groovador trocaram contatos após show no Rock in Rio (Foto: Instagram/@junior_groovador)

Mas o interesse de Júnior pela música surgiu muitos antes, quando o músico começou a aprender e tocar instrumentos musicais na Igreja. “Eu comecei tocando na igreja católica em 2000, e daí começou a surgir o Júnior Groovador. Eu tocava violão e guitarra, mas, quando parti para o baixo, comecei a ouvir outros estilos musicais e me apaixonei também pelo forró, porque é onde esse instrumento se destaca bem”, relembra.

Ele conta que tocou em muitas bandas de rock e a identificação com a música veio também de muitas referências do estilo. "Depois do rock eu me agreguei aos estilos que mais identifico aqui no nordeste, que é o forró, pagode, sertanejo, músicas comerciais que rolam no Brasil e tive que me adaptar”. Com toda a experiência em tantos estilos musicais,  surgiu a ideia de começar a fazer versões de clássicos do rock no ritmo do forró e divulgar na internet. “Já tinha visto essa ideia em canais do Youtube, apenas abracei musicalmente, liguei meu baixo com as músicas sampleadas e dei uma identidade mais dançante”, justifica.

Após o convite para tocar no Palco Mundo do Rock in Rio, a agenda de convites e shows aumentou bastante, e fez com que Júnior precisasse dar um intervalo no serviço de vigilante que exerce em sua cidade natal para manter a família. Nos próximos dias, ele viaja para realizar shows em Espírito Santo, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Natal. “Já apareceram muitos shows para eu fazer, mas eu vou fazer um show sábado em Fortaleza, porque tenho uma história de superação com a cidade”, revela o baixista.

Há alguns anos, Júnior veio para Fortaleza tocar com uma banda de forró à convite de um empresário, por quem diz ter sido enganado e abandonado em uma situação precária em um apartamento junto a outro artista. “Em Fortaleza, eu passei por um dos momentos mais difíceis da minha vida, numa situação de passar fome. Precisei mentir para a minha família dizendo que eu estava bem”, conta sem perder a voz alegre. “Voltei para Natal derrotado, mas com a esperança de retornar a Fortaleza sabendo que existem pessoas que gostam de mim, que podiam me contratar”.

Após o próprio Jack Black declarar que pretende tocar novamente com Júnior, o baixista decidiu que leiloar em dezembro o instrumento que usou para tocar ao lado do rockeiro em prol do hospital infantil filantrópico Varela Santiago em Natal. “É uma ação solidária ao meu estado e às crianças carentes que estão passando dificuldades aqui no Rio Grande do Norte”.

Dentre os sonhos que ainda quer realizar são sempre mencionadas a esposa e a filha. “Quero melhorar minha situação, poder viver da música e dar uma vida melhor para a minha família, ter uma casa própria”, finaliza.

Junior Groovador com Caike Falcão e banda

Quando: 5 de outubro, 21 horas

Onde: Floresta Bar (avenida Santos Dumont, 1788 - Aldeota)

Quanto: R$ 12

Informações: (85) 3224 3351

Você também pode gostar: