PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Vera Fischer é homenageada no 26º Festival de Vitória; confira entrevista

A atriz lançou o teaser de seu novo trabalho nos cinemas, "Quase Alguém", que será lançado em 2020

27/09/2019 19:26:02
Vera Fischer ganhou homenagem durante o Festival de Vitória
Vera Fischer ganhou homenagem durante o Festival de Vitória (Foto: Levi Mori/Divulgação)

Vera Fischer é uma diva sem papas na língua. Ex-Miss Brasil, musa da pornochanchada e estrela de inúmeras novelas de sucesso na Rede Globo, a atriz foi a grande homenageada no 26º Festival de Cinema de Vitória, e não deixou passar a oportunidade para falar poucas e boas. Prestes a completar 68 anos, a atriz atendeu a imprensa em Vitória (ES) e falou sobre a censura imposta por Xuxa à "Amor Estranho Amor" (1982), criticou o governo Bolsonaro, deixou escapar que pensar em cantar profissionalmente e prepara para 2020 seu retorno aos cinemas. 

Amor Estranho Amor

“Nunca aprovei essa atitude de censura da Xuxa. Walter Hugo Khouri fez um filme lindo sobre a descoberta da sexualidade. A memória desse diretor único – que sabia filmar a sensualidade como ninguém – precisa ser preservada. A nova geração precisa ver esse filme, seria lindo que agora que o embargo pago pela Xuxa acabou, que ele retornasse aos cinemas, estreasse nas plataformas de streaming. A censura que o filme passou foi sem precedentes, a arte foi proibida". 

No filme, Xuxa aparece nua, se oferecendo a um garotinho de 12 anos, e, por isso, acionou a Justiça para tirar de circulação a obra de Khouri, inclusive recolhendo todos as fitas de VHS nas locadoras, e impedindo a exibição do filme nas TVs. O embargo durou até o final de 2018.

Governo Bolsonaro

“A hostilização desse governo está aí, assusta. Eles apontam o dedo para os artistas como se fôssemos bandidos. Tem ódio da arte e do censo crítico que ela pode trazer à população. Me sinto como se fosse um demônio preparado para ser exorcizado. Sou uma artista e amor a liberdade que ela pode nos trazer. Quero voltar a fazer filmes, e para isso, tenho de andar com o pires na mão, mas eles não vão tirar nossa dignidade”.

Cantar

“Fiquei lisonjeada com a música do Erasmo Carlos em minha homenagem, até me incentivou a cantar. E sim, atualmente estou tendo aulas de canto. E adoro minha voz rouca do jeito que está. Bebel Gilberto elogia minha voz também, e quando o pai dela estava vivo, ela chegou a ligar para mim só para passar o telefone para ele me elogiar. Mas olha, ainda não tenho nível de cantar profissionalmente, mas quem sabe isso não vire uma tour em breve, por barzinhos com shows mais intimistas?”

Filme novo

Longe dos cinemas desde 1997 como protagonista, em “Navalha na Carne”, e com uma participação em 2002, quando viveu uma rainha em “Xuxa e os Duendes 2”, ela brincou que Xuxa não a reconheceu durante as filmagens da fantasia. “Acho que é porque eu estava com muita maquiagem, né”, declarou aos risos. Mas a ex Miss Brasil também reclamou de poucos papéis femininos fortes no cinema para atrizes da sua idade. “Ultimamente vi muitos filmes masculinos e violentos, como Tropa de Elite, Cidade de Deus, e nesse período não fui convidada para fazer nada, não tenho uma turminha de cinema, acho que fui esquecida por um tempo”, cutuca Vera.

Aproveitando a plataforma do festival e a homenagem à sua carreira, Vera Fischer lançou um teaser do seu retorno ao protagonismo no cinema, “Quase Alguém” de Daniel Ghivelder. “Faltava ao cinema brasileiro filmes com protagonistas mulheres, com seus dilemas existenciais, e no novo filme vou viver uma mulher que conheceu a fama e agora precisa recomeçar emocionalmente. Tem também uma relação conturbada, meio de amor e ódio, com a filha, no que promete ser o papel da minha vida”. Produzido por Marcos Rosário, o drama “Quase Alguém” tem estreia prevista para 2020.

*Daniel Herculano é membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), Vice presidente da Aceccine (Associação Cearense de Críticos de Cinema) e crítico FIPRESCI (Federação Internacional de Críticos de Cinema). O jornalista viajou a convite do Festival de Cinema de Vitória.

Você também pode gostar: