PUBLICIDADE
Tecnologia
NOTÍCIA

Uber anuncia que migrará para carros elétricos até 2040

Objetivo é substituir veículos nos EUA, Canadá e Europa até 2030; empresa também adotará outras políticas ambientais

Bemfica de Oliva
22:58 | 08/09/2020
Empresa pretende também zerar as emissões de carbono em suas operações corporativas até 2030 (Foto: Divulgação)
Empresa pretende também zerar as emissões de carbono em suas operações corporativas até 2030 (Foto: Divulgação)

A Uber revelou, na manhã desta terça-feira, 8, que pretende utilizar somente carros elétricos futuramente na plataforma. A migração será gradual, e deve ser concluída até 2040.

Segundo a empresa, a ideia surgiu após serem verificadas reduções em indicadores de poluição no mundo todo devido à quarentena imposta pelo coronavírus. Além do uso de veículos elétricos, o objetivo é se tornar uma empresa com zero emissão de poluentes nas operações corporativas nos próximos 10 anos.

Outro objetivo para 2030 é a adoção de carros sem o uso de combustíveis fósseis nos EUA, no Canadá e na Europa. O comunicado da Uber pontua que a empresa acredita ser possível atingir esse objetivo em outras regiões, caso haja interesse local de empresas e governos em promover o uso de veículos elétricos.

O plano de zerar os carros movidos a combustíveis fósseis na plataforma tem quatro pontos principais:
-Expandir a modalidade "Uber Green", lançada hoje, em que usuários pagam um valor levemente maior (US$ 1 nos EUA, aproximadamente R$ 5,40) para garantir que serão atendidos por veículos elétricos ou híbridos;
-Investir 800 milhões de dólares (cerca de R$ 4,3 bilhões) para ajudar "centenas de milhares" de motoristas a adotar carros elétricos até 2025;
-Ampliar a rede multimodal da plataforma - além das viagens de carro, em alguns locais a Uber também oferece patinetes elétricos e transporte coletivo;
-Adotar medidas de transparência sobre a transição para uma empresa sem emissões de carbono.

A modalidade Uber Green deve ainda trazer vantagens para usuários e motoristas. Quem escolher se deslocar pela plataforma receberá o triplo de pontos no programa de recompensa Uber Rewards. Os motoristas, por sua vez, receberão entre US$ 0,50 (para híbridos) e US$ 1,50 (para veículos totalmente elétricos) adicionais por corrida. A modalidade já está ativa em 15 cidades nos EUA e no Canadá, e a empresa planeja ampliar essa quantia para 65 mundialmente até o fim do ano.

A Uber também trabalhará com fabricantes automotivos e fornecedores de recarga para veículos elétricos em busca de descontos nos carros e no preço de carregamento das baterias. A empresa firmou ainda parcerias com governos de cidades na Europa e contratou consultorias em redução de impactos ambientais para traçar os planos de sustentabilidade.