PUBLICIDADE
Tecnologia
Noticia

Vem aí o PTinder: app de namoro para pessoas de esquerda

A ferramenta deve ser voltada para "esquerdo-pessoas que estão solteiras ou em um relacionamento aberto ou confuso", conforme divulgado

11:30 | 25/09/2019
"PTinder porque nós estamos sós e Lula Livre", escreveu Elika Takimoto, que auxilia Goretti Nagime na concepção do app(Foto: Reprodução/Ricardo Stuckert)

A advogada e escritora Maria Goretti Nagemi, do Rio de Janeiro, integrante do grupo de juristas Prerrogativas, desenvolveu junto a colaboradores uma plataforma de encontros e promoção de namoros para pessoas identificadas com o espectro político de esquerda, o PTinder.

Segundo a colunista da Folha de S.Paulo Mônica Bergamo, a ideia é pôr no ar, primeiro, uma página no Instagram e, a seguir, o aplicativo. A ferramenta deve ser voltada para “esquerdo-pessoas que estão solteiras ou em um relacionamento aberto ou confuso”, conforme divulgado no Twitter pela professora e escritora Elika Takimoto, que auxilia Nagemi na concepção da proposta. “Porque nosso coração é vermelho!”, arrematou.

O conceito surgiu após um amigo lamentar-se junto à Nagemi por ter sido abandonado. A advogada auxiliou o homem postando uma foto dele nas suas redes sociais, descrevendo, na legenda, seus atributos: advogado, diretor de escola-técnica, conversador e “de esquerda”. Segundo ela, a última característica fez sucesso entre as mulheres.

O aplicativo ainda não tem data para lançamento, mas a ideia já consta até com subprodutos especiais, como o ‘Partidão de Esquerda’, um quadro para Instagram de entrevistas rápidas com pessoas solteiras em busca de alguém. Apesar da inexatidão quanto aos formatos e operacionalidade do app, a dupla criadora deixa clara a expressão política da proposta. “PTinder. Aqui não damos Match e sim Marx!”, escreveu Elika no Facebook de Nagemi.